Porto Velho/RO, 13 Março 2020 11:20:16
Saúde

Primeiro exame aponta que Bolsonaro está com coronavírus, diz colunista

Leandro Mazzini afirma que Palácio do Planalto espera agora o resultado da contraprova

A-A+

Publicado: 13/03/2020 às 10h54min | Atualizado 13/03/2020 às 11h20min

O semblante pálido e abatido – com olhos um pouco marejados – no pronunciamento em rede nacional de TV nesta quinta-feira (12) à noite – logo após ele fazer uma live na página do Facebook com máscara – foi o prenúncio de uma sexta-feira 13 sem precedentes na suíte presidencial: deu positivo o primeiro teste para infecção por coronavírus no presidente da República Jair Bolsonaro.

Ele espera o resultado da contra-prova nesta sexta (13) para confirmar ou não a contaminação. Há tensão no ar. A despeito de passar tranquilidade na TV, e pedir ao povo para evitar as ruas (um claro cancelamento da convocação das manifestações pró-governo de domingo), Bolsonaro não esconde as evidências dos cuidados com a saúde. Apareceu de máscara hoje de manhã e não saiu do Palácio da Alvorada, a residência oficial.

VEJA TAMBÉM:

Vidente faz terrível previsão para Jair Bolsonaro em 2020

Atualização, sexta, 10h43 – Bolsonaro acaba de cancelar uma agenda oficial no Rio Grande do Norte.

Se Bolsonaro vai divulgar o resultado -seja positivo ou não – é uma questão pessoal, mas que envolve também uma situação de soberania nacional. Passar à população uma imagem de um presidente infectado pode causar medo geral e até mexer com os índices da Bolsa de Valores, que já oscilam fortemente há uma semana, com circuit-break como rotina . Ele também morderia a língua, porque em coletiva nos Estados Unidos (onde pode ter se contaminado), Bolsonaro ironizou a situação apontando que a epidemia de coronavírus seria coisa da mídia.

Bolsonaro vai chamar ao Alvorada o núcleo presidencial – todos militares de alta patente – para decidir o que falar. Enquanto a nação fica de stand by.

A mesma fonte da Coluna informa que até o comandante do avião presidencial que voltou dos Estados Unidos estaria contaminado.

FATOR TRUMP

Uma notícia curiosa circula no petit comité presidencial brasileiro. Muito se diz do constrangimento que seria se o secretário de Comunicação do Governo, Fábio Wajngarten, com infecção confirmada, tivesse contaminado o presidente norte-americano Donald Trump. Mas o papo aqui em Brasília é outro. Toda a cúpula do Governo trata com cuidado para não indicar uma suspeita: boa parte da comitiva foi contaminada na Flórida, e pior, no resort Mar a Lago, de propriedade de Trump. Partindo dessa premissa, há risco de Trump estar contaminado, e ele ter passado o vírus no contato pessoal.

Fato é que Trump, cobrado pela imprensa americana, desconversa e diz que não precisa de teste. É no mínimo estranho, para quem já culpou a Europa pelo caos na vigilância sanitária. Trump não admitiria que foi o causador dessa sexta-feira 13 tupiniquim.

Fonte: Leandro Mazzini/O Dia

Veja a lista completa de quem esteve na comitiva:

Primeira-dama, Michelle Bolsonaro

Ministro de Estado das Relações Exteriores, Ernesto Araújo

Ministro de Estado da Defesa, Fernando Azevedo e Silva

Ministro de Estado de Minas e Energia, Bento Costa

Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno

Governador do Paraná, Ratinho Júnior

Chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, Raul Botelho

Senador Jorginho Mello (PL/SC)

Senador Nelsinho Trad (PSD/MS)

Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL/SP)

Deputado Daniel Freitas (PSL/SC)

Embaixador Nestor Forster

Embaixador João Mendes

Assessor internacional, Filipe Martins

Secretário Especial de Comunicação Social, Fábio Wajngarten

Presidente da Embratur, Gilson Machado Guimarães Neto

Presidente da Apex, Ricardo Segovia Barbosa

Chefe de Operações da Apex Brasil para a América do Norte, Juarez Leal

Secretário Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais, Marcos Troyjo

Secretária Especial do PPI, Martha Seillier

Secretário de Aquicultura e Pesca do MAPA, Jorge Seif

Fonte: O Tempo



Deixe o seu comentário