porto velho - ro, 13 Setembro 2019 03:43:33

    SolanoFerreira

    coluna

    Publicado: 26/05/2019 às 14h35min | Atualizado 26/05/2019 às 15h17min

    A-A+

    Produção em alta que consolida Rondônia como estado agrícola

    A economia de Rondônia que por décadas dependia exclusivamente dos contra-cheques de servidores públicos, agora se consolida na..

    A economia de Rondônia que por décadas dependia exclusivamente dos contra-cheques de servidores públicos, agora se consolida na agricultura com vasta produção e comercialização. O interior de Rondônia vem se tornando um grande celeiro de grãos e animais, farturas que melhoram a economia e destacam o estado na cadeia comercial nacional e internacional.
    A 8ª Rondônia Rural Show foi uma demonstração de que o Estado tem mesmo vocação para o agronegócio. Cresceu e vem crescendo a cada ano. Cresce na quantidade e na qualidade. Pesquisas são realizadas com o intuito de adequar as cultivares com a realidade geográfica local. Isso é importante na melhoria da produção, tornando o campo mais lucrativo com plantas mais resistentes.
    O café rondoniense vem ganhando o gosto até de consumidores de outros países. O negócio está indo tão bem que até o indígenas estão apostando no cultivo cafeeiro. Como o café é a segunda bebida mais consumida no mundo, o mercado é amplo e duradouro. Vale a pena acreditar e apostar na produção.
    O leite a muito tempo vem garantindo renda para os produtores de gado. O desafio agora é produzir mais por vaca. A melhora genética, melhora da nutrição e outros cuidados de manejo e criação tendem a elevar o volume produzido, enchendo os baldes e a receita mensal de quem produz, desde que o preço venha compensar.
    A pecuária de corte continua em alta. O gado de Rondônia é na maioria criado a pasto, o que diferencia a qualidade e o saber da carne. Isso tornou referência para as exportações deixando a carne rondoniense entre as mais procuradas. Criar gado continua sendo excelente negócio.
    A monocultura tem expandido e gerado amplo mercado de exportação, favorecido pelo escoamento através da hidrovia do rio Madeira. Mas outras culturas começam a ganhar espaços como o cacau que voltou com força. O mundo inteiro consome chocolate e cada vez mais consumira esse derivado da fruta cacau. Para quem está investindo é um bom negócio.
    Diante de fartura do nosso campo, produtores, industriais e gestores se animam cada vez mais com o setor de agronegócio e com a agricultura em expansão. Mas é preciso pensar também na sustentabilidade dos ciclos e criar políticas públicas que favoreçam o crescimento produtivo sem afetar os ciclos futuros. Questão de cuidado do momento que refletirá no futuro.


    Escreva um comentário

    Arquivos de colunas