porto velho - ro, 16 Maio 2019 11:57:59
Política

Produtores buscam solução sobre o preço do leite em Rondônia

Os produtores estão se sentido prejudicados com o valor pago, atualmente, em menos de R$ 1 por litro. Audiência Púbica ocorre na ALE-RO

Por Etiene Gonçalves DIÁRIO DA AMAZÔNIA
A- A+

Publicado: 16/05/2019 às 11h44min | Atualizado 16/05/2019 às 11h57min

Se preferir, ouça a versão em áudio

Na manhã desta quinta-feira (16), foi aberta a Audiência Pública com a temática “Avanços e desafios da cadeia produtiva do leite no Estado de Rondônia”, no auditório da Assembleia Legislativa (ALE-RO). Estiveram presentes, diversas autoridades e de vários segmentos, empresários do setor e, centenas de produtores de leite.

Centenas de produtores de leite de Rondônia querem melhoria na política de preço e anunciam que produção pode parar. – Foto: Roni Carvalho – Diário da Amazônia

O debate foi uma propositura dos deputados estaduais Lazinho da Fetagro (PT) e Cirone Deiró (Podemos), atendendo uma demanda apresentada há tempos pelos produtores que já se sentem prejudicados com o valor pago ao produtor, atualmente, em menos de R$ 1 por litro. Este produtos agropecuário é um dos cinco que compõem o Produto Interno Bruto (PIB) estadual.

Lucilene Moraes Ramos Oliveira e seu marido moram no Distrito de Nova Dimensão, em Nova Mamoré. – Foto: Roni Carvalho/Diário da Amazônia

“O preço não está bom. Mas, estamos aqui para ver se podemos melhorar. Afinal, se não ajustar este preço, podemos parar a produção”, disse Lucilene Moraes Ramos Oliveira, produtora de leite, do distrito de distrito de Nova Dimensão, em Nova Mamoré. A esteve na companhia de seu marido, Marcos Aurélio Oliveira. O casal tem um sítio de 42 alqueires e produzem, em média, 170 litros.

O preço não está bom. Mas, estamos aqui para ver se podemos melhorar. Afinal, se não ajustar este preço, podemos parar a produção.

De acordo com o deputado Deiró, o Estado depende da cadeia do leite forte para fomentar além da economia local. “É uma preocupação desta Casa de Leis, pois estamos sofrendo uma decadência, também com o fechamento de laticínios. Temos uma preocupação e um desafio: sanar esses gargalos existentes para mantermos essa cadeia [do leite] em alta produção com assistência técnica, incentivo e fortalecimento da cadeia produtiva o setor ainda não foi contemplado com uma ação eficaz do governo”.

Temos uma preocupação e um desafio: sanar esses gargalos existentes para mantermos essa cadeia [do leite] em alta produção com assistência técnica, incentivo e fortalecimento da cadeia produtiva o setor ainda não foi contemplado com uma ação eficaz do governo.

O produtor Marcelo Trento está ha 36 anos em Rondônia e, é produtor no município de Campo Novo. Ele apresentou um balanço sobre a produção leite no Estado. – Foto: Edna Okabayashi/Divulgação

Demandas

Ao final da Audiência Pública será apresentado algumas propostas para solucionar os problemas.

Dados apresentados 

Autoridades políticas, empresariais e representantes dos produtores e do setor lideram o empasse em Audiência Pública. – Foto: Roni Carvalho/Diário da Amazônia

De acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre os anos de 2007 a 2016 período em que a produção de leite em Rondônia teve várias oscilações. Em 2011, por exemplo, houve uma redução de 12% na produção, voltando a crescer nos anos de 2012 a 2014, já nos anos de 2015 e 2016 voltou a sofrer significativa redução na produção.

Em 2018, segundo o relatório compilado pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), a estimativa de produção do quarto trimestre de daquele ano, era de 900 milhões de litros de leite cru adquiridos pelos estabelecimentos.

Rondônia, segundo os dados, liderou em 2018, o ranking de maior produtor de leite da região norte e 7º maior produtor do país.



Escreva um comentário