Porto Velho/RO, 31 Julho 2020 00:29:08
Cidades

Projeto prevê reajuste da Cosip e vai garantir investimentos

A empresa se mostrou satisfeita com a proposta que visa pagar 100% a fatura atual e gerar receita para pagar a dívida de R$ 80 milhões

A- A+

Publicado: 18/12/2018 às 09h07min

O prefeito Eduardo Japonês anunciou ontem (17) que a Energisa se comprometeu em oferecer à Prefeitura até R$ 1 milhão em lâmpadas de LED, caso o pagamento da dívida comece a ser feito, após a aprovação do reajuste na taxa de iluminação pública da cidade. As obras de asfalto da avenida Rondônia, 1° de Maio, Embratel e outros bairros também poderão ser realizadas com os recursos vindos da correção do IPTU.

Prefeito conseguiu negociação para trocar as lâmpadas. – Foto: Divulgação

Marcado para votação hoje, o projeto que prevê reajuste da Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip) foi bem recebido pela Energisa, em reunião recente com o prefeito Eduardo Japonês. Atualmente, a prefeitura não arrecada o suficiente para pagar a conta de energia de R$ 460 mil/mês. A empresa se mostrou satisfeita com a proposta que visa pagar 100% a fatura atual e gerar receita para pagar a dívida de R$ 80 milhões deixada por gestões anteriores e recursos para investimento em lâmpadas de LED.

“A direção da Energisa teve uma conversa muito produtiva comigo e demonstrou que, se conseguirmos começar a pagar a fatura e a dívida, irão nos ajudar com até R$ 1 milhão em lâmpadas de LED. Com essa contribuição queremos deixar toda a cidade iluminada com LED até 2020. Esse é o cenário otimista. O cenário pessimista é cobrir 70% da cidade com essas lâmpadas, que gastam 60% menos”, revelou Japonês.

Após a renovação dos pontos de iluminação, o gasto da conta de energia da iluminação pública reduzirá e a Cosip irá reduzir automaticamente, por força de lei, inclusive.

SOBRE O IPTU

Quanto ao IPTU, Japonês explicou que a prefeitura precisa ter, pelo menos, os recursos para pagar as contrapartidas e os reajustes de contratos. Parados desde 2015, ou até antes, vários projetos de asfaltamento precisam ser reavaliados.

Através do Pró-Transporte 1, várias obras de asfalto dependem de a Prefeitura ter dinheiro para a contrapartida e recebimento dos recursos.

O prefeito Eduardo Japonês anunciou ontem (17) que a Energisa se comprometeu em oferecer à Prefeitura até R$ 1 milhão em lâmpadas de LED, caso o pagamento da dívida comece a ser feito, após a aprovação do reajuste na taxa de iluminação pública da cidade. As obras de asfalto da avenida Rondônia, 1° de Maio, Embratel e outros bairros também poderão ser realizadas com os recursos vindos da correção do IPTU.

Prefeito conseguiu negociação para trocar as lâmpadas. – Foto: Divulgação

Marcado para votação hoje, o projeto que prevê reajuste da Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip) foi bem recebido pela Energisa, em reunião recente com o prefeito Eduardo Japonês. Atualmente, a prefeitura não arrecada o suficiente para pagar a conta de energia de R$ 460 mil/mês. A empresa se mostrou satisfeita com a proposta que visa pagar 100% a fatura atual e gerar receita para pagar a dívida de R$ 80 milhões deixada por gestões anteriores e recursos para investimento em lâmpadas de LED.

“A direção da Energisa teve uma conversa muito produtiva comigo e demonstrou que, se conseguirmos começar a pagar a fatura e a dívida, irão nos ajudar com até R$ 1 milhão em lâmpadas de LED. Com essa contribuição queremos deixar toda a cidade iluminada com LED até 2020. Esse é o cenário otimista. O cenário pessimista é cobrir 70% da cidade com essas lâmpadas, que gastam 60% menos”, revelou Japonês.

Após a renovação dos pontos de iluminação, o gasto da conta de energia da iluminação pública reduzirá e a Cosip irá reduzir automaticamente, por força de lei, inclusive.

SOBRE O IPTU

Quanto ao IPTU, Japonês explicou que a prefeitura precisa ter, pelo menos, os recursos para pagar as contrapartidas e os reajustes de contratos. Parados desde 2015, ou até antes, vários projetos de asfaltamento precisam ser reavaliados.

Através do Pró-Transporte 1, várias obras de asfalto dependem de a Prefeitura ter dinheiro para a contrapartida e recebimento dos recursos.



Deixe o seu comentário



Mais sobre Cidades