porto velho - ro, 12 Setembro 2019 21:03:25
    Diário da Amazônia

    PSDB quer moralizar legenda expulsando Aécio Neves. E os outros?

    Desfazer a imagem O presidente Bolsonaro finalmente percebeu que a imagem do Brasil no exterior é péssima e precisa de correção. Lá..

    A-A+

    Publicado: 25/07/2019 às 10h52min

    Desfazer a imagem
    O presidente Bolsonaro finalmente percebeu que a imagem do Brasil no exterior é péssima e precisa de correção. Lá fora, o governo brasileiro é visto como destruidor da Amazônia. A imagem externa do país vai do trágico ao ridículo, mas é causada por descuido do próprio governo e não, como erroneamente se acredita, pela divulgação do que acontece no país.
    O melindroso caso da embaixada em Israel e suavizar o nazismo causaram mal estar. O governo embarcou no clima de guerra à China até perceber que ela é o maior cliente do país. Caiu na armadilha de Trump de abrir mão de facilidades na OMC em troca de nada. Hostilizou o Mercosul até descobrir que os vizinhos são importantes. Celebrou um acordo incerto com a União Europeia que pôs o Brasil submisso a monitoramento externo. Bagunçou as iniciativas financiadas pelo Fundo Amazônia e assusta investidores. Essa é a parte trágica.
    O ridículo corre por conta de uma propaganda da Embratur em inglês. Ela deveria apresentar a Amazônia como um paraíso preservado, mas só conseguiu exibir a má qualidade do Inglês dos fritadores de hambúrgueres. Não perceberam que a expressão “love us” da propaganda, que pretendia significar “ame-nos”, é melhor traduzida como “ame Estados Unidos”. A pior tradução é pornográfica. Danifica ainda mais a imagem.
    ..…………………………………………..
    As expulsões
    O Diretório Nacional do PSDB começa a discutir a expulsão dos seus corruptos para moralizar a legenda, como deseja o governador paulista João Dória. Mas a sigla é tão suja como o PT, lotada de pilantras. E a coisa já começa com dois pesos, duas medidas. Querem o ex-governador Aécio Neves fora, por tanto denegrir a imagem da legenda. Mas e os outros?

    Pão de ló
    Outros rapinadores do mesmo calibre no tucanato, casos dos ex-governadores Marconi Perilo (GO) e Beto Richa (PR), derrotados no pleito passado, ainda são tratados a pão de ló, embora tão chupins como Aécio Neves. O tucanato esta se moralizando pela metade e vai para as eleições municipais do ano que vem com a sujeira debaixo do tapete.

    Contigenciamentos
    A bancada federal de Rondônia tem que ficar atenta aos movimentos relacionados aos contigenciamentos de recursos da União. Já foram aplicados tres deles e temos obras importantes no estado que precisam de conclusão, casos da ponte sobre o Abunã, dragagem do Rio Madeira e a solução para o “meião” da BR 319, que liga Porto Velho ao grande centro consumidor de Manaus.

    Pé na estrada
    O deputado federal Mauro Nazif (PSB-RO) tem percorrido o estado nos últimos dias já costurando alianças para as eleições municipais do ano que vem. Na capital, ele próprio poderá ser candidato a prefeito, num novo embate com o atual prefeito Hildon Chaves (PSDB) e o deputado Leo Moraes, agora no Solidariedade. Nazif teve sabatina aqui na redação do Diário e no programa Leo Ladeia da Rede TV.

    Nossa economia
    Alguns segmentos da economia da capital ainda patinam, como o mercado imobiliário, o setor hoteleiro (muitos hoteis foram fechados ou alugados para órgãos governamentais), no entanto as casas de piscinas (talvez pelo verão escaldante) estão bem movimentadas. As empresas de limpeza de ar-condicionado também não se queixam. Já, para os políticos e marajás do serviço público, não tem tempo ruim!

    Via Direta
    *** Boas expectativas dos governadores da região Norte com a visita do presidente Jair Bolsonaro em Manaus *** Pauta extensa de reivindicações, com as principais lideranças da Amazônia *** A prefeitura de Porto Velho aposta nas PPPs para resolver o problema de saneamento básico na capital rondoniense *** Era uma promesa de campanha do então candidato Hildon Chaves na jornada de 2016 *** E finalmente começa o aterro da ponte do Abunã ***Os acreanos tomaram conta da ponte com bandeira e tudo!



    Escreva um comentário