Porto Velho/RO, 06 Dezembro 2019 22:15:07

    CarlosSperança

    coluna

    Publicado: 14/11/2019 às 08h30min | Atualizado 16/11/2019 às 08h00min

    A-A+

    Quando surgiu notícia da invenção de uma carne sintética perfeita

    As carnes alternativas Quando surgiu a notícia da invenção de uma carne sintética perfeita, cogitou-se que a produção da proteína..

    As carnes alternativas

    Quando surgiu a notícia da invenção de uma carne sintética perfeita, cogitou-se que a produção da proteína animal em pastagens na Amazônia estaria condenada. Seria a vitória decisiva do veganismo. No entanto, quem checou as informações sobre as várias carnes alternativas em processo de pesquisa percebeu que os custos previstos só seriam viáveis aos fanáticos veganos, dispostos a pagar mais por um produto inferior.

    A carne que não deve nada a animal ainda continua em estudos nos laboratórios, mas a Fazenda Futuro parece ter chegado ao topo da competição. Acaba de pôr no mercado seu segundo produto mais cativante: depois do “hambúrguer do futuro”, apresentou uma carne moída vegetal capaz de dar água na boca dos fanáticos pelas carnes em geral.

    A carne de um futuro já presente é feita de soja, ervilha, grão de bico e beterraba (que simula sangue). Aliás, também se fala em soja sintética, ainda na prancheta. À venda em bandejas de 270 gramas, emulando o sabor da bovina, a carne para agradar veganos terá que vencer dúvidas, preconceitos e a barreira do preço: cerca de R$ 66,60 o quilo. Um preço ainda salgado, considerando que os bovinos mais naturais do mercado, alimentados com grama da boa e nada de ração, oferecem uma ótima carne pela metade do preço. Em país pobre, o preço é levado mais em conta que a “ideologia” do produto.

    …………………………………………………

    Mais combate

    Procede a reclamação do governador do Rio de Janeiro Wilson Wtzel sobre a falta de ações da esfera federal no combate ao narcotráfico. É a mesma chiadeira dos demais estados e não é de hoje. Faltou firmeza dos presidentes FHC, Lula, Dilma, de Temer e  agora do atual presidente Jair Bolsonaro que ainda não encarou a coisa para valer. O RJ, e os estados com divisas com o Paraguai, Bolivia (nossa Rondonia no epicentro) e Peru padecem com todas as consequencias. 

    Os ex-prefeitos

    Embora tenham pendurado as chuteiras, muitos ex-prefeitos rondonienses estão na ativa nos bastidores, sendo em articulações partidárias, apoiando aliados ou até mesmo prospectando chances de voltar ao pódio em novas postulações. São os casos de José Guedes (Porto Velho), Ernandes Amorim (Ariquemes), Assis Canuto (Ji-Paraná), Divino Cardoso (Cacoal), Alex Testoni (Ouro Preto do Oeste), entre outros.

    Frente de Esquerda

    A esquerda não se entende do Oiapoque ao Chuí no Brasil e vai fragilizada para as eleições municipais do ano que vem. Na esfera nacional, Lula já recebe as primeiras estocadas do pedetista Ciro Gomes enaquanto os adversários do ex-presidente responsabilizam o petista e suas nomeações no Supremo pela soltura de tantos corruptos da Lava a Jato pelo Brasil afora, depois da votação da polêmica prisão em segunda instância.

    Corrida 2022

    Estimados cara–pálidas de Espigão do Oeste e peles-vermelhas do Vale do Jamari. A sucessão presidencial 2022 começa já apresentando entreveros entre o atual presidente Bolsonaro (sem partido), o ex-presidente Lula (PT), o ex-ministro Ciro Gomes e João Dória (PSDB). Seja à direita, ou à esquerda, estamos órfãos de alguem com bom senso. E o couro vai comer já nas eleições municipais com todo mundo demarcando território como onças. 

    A independência

     Na ultima convenção nacional do MDB o novo presidente nacional Baleia Rossi (SP) e o presidente estadual de Rondônia Tomás Correia pregaram uma nova identidade para o partido. Falou-se numa legenda independente, diferente aquela atrelada ao poder nas últimas décadas. No entanto, o líder do governo Bolsonaro no Congresso continua sendo o senador Fenando Coelho (PE) e mais e mais emedebistas estão assumindo cargos federais.

     

    Via Direta

    *** Com a fronteira boliviana em Guayamerim desbloqueada depois dos confrontos no vizinho País e a renuncia do presidente Morales, os primeiros turistas-compristas começaram a aparecer desde ontem*** A economia da fronteira dependende muito do comércio entre as cidades fronteiriças*** Com apoio do México, onde se exilou de Cuba e da Venezuela de Maduro, Evo Morales se organiza para um futuro retorno*** Mesmo com prefeito Hildon Chaves ainda na sua viagem a Coréia, a prefeitura de Porto Velho segue seu cronograma de obras de pavimentação nos bairros da capital*** Por falar no alcaide, ele e seu aliado Expedito Junior se preparam para deixar o PSDB agora nas mãos do clã Carvalho*** Com a construção de um presídio em Jaru com 600 vagas, finalmente o sistema prisional poderá desafogar no interior do estado em 2020*** Projetos em Porto Velho como os da nova rodoviária e o de recreação e turismo a beira do Rio Madeira, no Complexo Madeira Mamoré agora só na próxima administração*** Infelizmente, pelos mais variados motivos à coisa parou de vez.


    Deixe o seu comentário

    sobre Carlos Sperança

    Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

    Arquivos de colunas