porto velho - ro, 11 Dezembro 2018 18:29:26

Léo Ladeia

coluna

Publicado: 30/11/2018 às 15h10min

A- A+

Quantos serão os ministérios do Bolsonaro?

FRASE DO DIA: “Não houve interesse do eleitor em escolher o centro porque ele achou melhor botar ordem na casa. Quem simbolizou..

FRASE DO DIA:

“Não houve interesse do eleitor em escolher o centro porque ele achou melhor botar ordem na casa. Quem simbolizou segurança, ordem e combate à corrupção ganhou. Não houve discussão econômica”– FHC tentando entender e explicar o inexplicável.

1-Fechando o novembro azul

Novembro se vai com uma certeza prostática e várias dúvidas políticas. Quantos serão os ministérios do Bolsonaro? Em um mês o número saiu de 12 para 14, depois 15, foi a 17, talvez 19 e pode passar de 20. Em nível estadual dúvidas ainda mais complexas: quantas secretarias irão compor o governo Marcos Rocha? De onde virão os nomes já que o nanico PSL não tem quadros? De outros partidos? Quais? Por que o irrelevante dia 18 para o anuncio e não 17, número do PSL ou 19? Cabala? Fetiche? Hummm…

2-Suprema lambança I

No afã de pavimentar a estrada para que o presidente Temer libere os pobres coitados encarcerados pela sanha punitiva “daquela gente”, como diz o ministro Gilmar, nossa Supimpa Corte promoveu um rocambolesco momento de lambança. Vendo a derrota desenhada, Fux pediu vistas e fim de papo. Mas tudo o que é ruim pode piorar e o que fez o Toffoli? Hein? Aceitou votos antecipados. Formada a aioria contra a liminar e pressão para encerrar a votação. Aí o Sobrenatural da Silva surgiu e o que fez Toffoli? Hein? Votação pra decidir se findava ou não. Deu ruim e no impasse ele engatou ré.

3-Suprema lambança II

Resumo da ópera bufa: Cinco dos ministros foram a favor de manter a liminar até a decisão final do Supremo. Quatro queriam a liminar cassada já de pronto, validando o decreto desde já, mesmo que sem voto dos outros ministros. Mas o voto final seria do presidente Toffoli. E que fez ele? Hein? Pediu vista para “não passar recibo”. Assim parte do decreto do “insulto temeroso” continua suspenso e desejo que para sempre, amém. E sobre a guerra absurda entre Barroso e Gilmar não acaba e nem fica pouca.

4-Correndo atrás da grana

Cesar Licório vai correr atrás de R$ 24 milhões assegurados no Orçamento da União, via FNDE para 12 creches na capital, fruto de emenda do senador Acir Gurcacz. R$ 4 milhões já na conta da prefeitura voltarão para a União e Acir lamenta: “Estamos trabalhando há mais de três anos para liberar estes recursos e quando conseguimos, junto com a ordem de serviço para início das obras, a prefeitura não demonstra nenhum interesse em executar as obras”. Convenhamos perder recursos é a treva!

Das 12 creches só a do Socialista – R$ 886 mil e parada – e a do Alphaville. Razões para o descaso? Sabe Deus. Chance de sucesso do Licório? Entre 1 e 2. Se tanto…

5-Despacito

 

A economia do Brasil melhorou no terceiro trimestre com oa desempenho dos serviços consumo e investimento. É o melhor ritmo desde o início de 2017 com musculatura e mostrando recuperação após a greve dos caminhoneiros, ainda que bem lentamente.

Aqui uma notícia oriunda do mercado interno: “O consumo das famílias foi estimulado pelos juros mais baixos, inflação baixa, melhoras nos indicadores de emprego além de expansão nas operações de crédito”, revela Rebeca Palis, economista do IBGE.

leoladeia@hotmail.com

 


Escreva um comentário

sobre Léo Ladeia

Leo Ladeia é baiano de Itororó, torcedor do Bahia ou um pau rodado que apoitou por aqui. Começou como radialista na Rádio Vitória Régia aos 55 anos. Apresentou o programa Lendas do Rock na rádio Parecis. Na SIC TV como aqui no Gente de Opinião Léo Ladeia fez de tudo. Astronauta, boy, pintor, poeta e pedreiro. Mutante, gosta de experimentar e de desafios, atualmente Ladeia está trabalhando no Rede TV Rondônia, canal 17,do Sistema Gurgacz de Comunicação.

Arquivos de colunas