porto velho - ro, 13 Setembro 2019 05:03:19

    LéoLadeia

    coluna

    Publicado: 13/05/2019 às 16h25min

    A-A+

    Quatro de nossos seis presidentes da ALE-RO foram presos

    “O TSE desempenha papel ineficiente na fiscalização das contas”. – Luiz Roberto Barroso, vice presidente do TSE. 1-Presídios..

    “O TSE desempenha papel ineficiente na fiscalização das contas”.– Luiz Roberto Barroso, vice presidente do TSE.

    1-Presídios “A” uma opção de investimento

    Quatro de nossos seis presidentes da ALE-RO foram presos. O quinto foi condenado e nos 27 estados há semelhança. Dois de três últimos presidentes estão presos, a Lava Jato opera em escala industrial e surge uma demanda por prisões para a nova classe de condenados especiais.Que tal verbas cortadas da educação ou PPP’s via BNDES? O que não pode é ficar um ex-presidente encarcerada numa saleta da PF, indigna do cargo exercido. E as outras autoridades? Cela especial para políticos especiais, já!

    2-Congresso chinfrin

    “Está achando ruim essa composição do Congresso? Então espera a próxima: será pior.”, disse Ulisses Guimarães há 30 anos. Ora, de um Congresso chefiado por Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia pouco se espera. Bons parlamentares com boas propostas são exceções, mas são tragados pela monumental máquina burocrática e pelas forças que atuam em prol de interesses pouco republicanos das bancadas, partidos, lideres, lobbies e os próprios, consorciados por mútua-ajuda ou melhor, quadrilha no Centrão.

    3-Manobra diversionista

    E o Congresso vai na toada. Por que solucionar algo até simples e necessário, mas de pronto, sem acordo, debate e sem revelar musculatura parlamentar quando é possível daí obter algum benefício particular ou para o grupo? Dane-se o Brasil. Convenhamos que ficou ruim a questão do Coaf, a reforma da previdência e a fraude na votação para a presidência do Senado. Mas tudo se resolve no acordo ou manobra diversionista. Tudo isto é para informá-los que vem aí outra CPI. A CPI das Fake News. Vexame…

    4-Toma Leso

     

    Para a “tchurma do Moro não” que festava a permanência do Coaf com Guedes, duas notícias ruins. O art. 84 da Constituição dispõe sobre organização e funcionamento da administração federal pelo presidente da República desde que não haja aumento de despesas. A mudança do Coaf para a pasta da Justiça cumpre o requisito e o Decreto Presidencial 9.663 de 01 de Janeiro de 2019 complementa e ratifica o novo estatuto do Coaf e assim, não pode o Congresso  revogar, alterar ou modificar. O decreto não é parte do processo legislativo. O juiz Moro que vive na lagoa iria perder p’ra sapo?

    5-O que dá pra rir dá pra chorar

    “Eu fiz um compromisso com ele, porque ele abriu mão de 22 anos de magistratura. A 1ª vaga que abrir lá, estará à sua disposição”. A fala de Bolsonaro teve possivelmente a intenção de dar apoio ao seu ministro, ao pacote de medidas contra corrupção e qualquer um ficaria honrado com a futura indicação, mas pintou uma saia justíssima, com seu sincericídio ao revelar o que se supunha: uma compensação para renunciar à magistratura. Hoje foi dia de Moro desmentir o presidente e há mais: ele [Moro] estará impedido de assumir vaga no STF se o Congresso aprovar seu pacote na  íntegra. ,

    leoladeia@hotmail.com

     


    Escreva um comentário

    sobre Léo Ladeia

    Leo Ladeia é baiano de Itororó, torcedor do Bahia ou um pau rodado que apoitou por aqui. Começou como radialista na Rádio Vitória Régia aos 55 anos. Apresentou o programa Lendas do Rock na rádio Parecis. Na SIC TV como aqui no Gente de Opinião Léo Ladeia fez de tudo. Astronauta, boy, pintor, poeta e pedreiro. Mutante, gosta de experimentar e de desafios, atualmente Ladeia está trabalhando no Rede TV Rondônia, canal 17,do Sistema Gurgacz de Comunicação.

    Arquivos de colunas