porto velho - ro, 07 Novembro 2019 12:35:06

    SolanoFerreira

    coluna

    Publicado: 25/05/2019 às 11h03min | Atualizado 25/05/2019 às 11h05min

    A-A+

    Reformas de hoje terão reflexo em 2060

    As propostas de reformas na Previdência e Tributária são defendidas como essenciais pelo segmento industrial, considerando que o país..

    As propostas de reformas na Previdência e Tributária são defendidas como essenciais pelo segmento industrial, considerando que o país estará bem mais envelhecido até 2060. Dados do Ministério Economia que circulam entre os industriais trazem estimativas de uma população quase três vezes maior na margem da terceira idade. Com menor produção e mais aposentadorias, o risco de colapso na economia é dado como certo já que neste ano de 2019, a Previdência deve fechar com um déficit estimado em R$ 295 bilhões.

    Pelo que consta nas estimativas do governo até 2060 o Brasil terá cerca de 58 milhões de pessoas acima de 65 anos. Ou seja, estará triplicando a população idosa se comparando com a atual de 2019. Nesse quantitativo o país terá mais de 25% da população idosa, equivalente a um quarto da força de trabalho ativa. De cada quatro brasileiros em 2060, um será idoso e estará aposentado.

    É preciso pensar o futuro não apenas com Previdência sustentável, mas com outras áreas essenciais bem estruturadas como saúde e bem estar. Desde já, fazem necessários planejamentos e investimentos para deixar a nação pronta para dar a dignidade que essa população necessitará.

    O segmento de industrial quer ainda, a reforma Tributária como prioridade. Espera-se menor burocracia e maior simplicidade para os recolhimentos de impostos. O Brasil é considerando um dos mais complexos no mundo em recolhimentos tributários, além de ter elevada carga embutida nos custos industriais e comerciais.

    Se nesse olhar, a Previdência e Tributária são reformas consideradas urgentes e necessárias, o que dizer de uma reforma Política urgente, essencial e criteriosa. O custo do País com a manutenção dos Poderes é elevadíssimo, e ainda tem a corrupção aliada à mordomia, que são pesos que extrapolam qualquer balança. Sem uma reforma Política seria; e sem uma gestão de combate a corrupção de forma super rigorosa, de nada adiantará outras reformas.
    Não é de hoje que o Brasil tem sangramentos que precisam ser estancados de imediato.

    Não é de hoje que o Brasil precisa de uma reorganização da ordem pública, social, moral e econômica para se reestabelecer a ordem e o progresso.


    Deixe o seu comentário

    Arquivos de colunas