Porto Velho/RO, 27 Janeiro 2021 18:05:09

J.Nogueira

coluna

Publicado: 27/01/2021 às 18h05min

A-A+

Regional de Saúde em Ji-Paraná sem vacinação

Os servidores da Gerência Regional de Saúde (GRS) de Ji-Paraná, se mostram revoltados com a decisão do governo estadual, através da..

Os servidores da Gerência Regional de Saúde (GRS) de Ji-Paraná, se mostram revoltados com a decisão do governo estadual, através da Secretaria de Estado Saúde (Sesau), pela a exclusão dos mesmos quanto a vacinação da Covid-19 (Coronavírus). Segundo eles, praticamente todos da regional fazem parte do grupo de risco.

A reclamação foi formalizada esta semana junto a Ouvidoria do Estado. Os servidores alegam ter ficado ‘fora’ da vacinação pela Agência de Vigilância em Saúde (Agesiva) que não se responsabiliza. Na reclamação, ainda consta que todos devem ser vacinados pela Secretaria de Saúde do município, e este alega, que os servidores são do Estado. Segundo uma servidora, a regional atende tanto Ji-Paraná quanto outros 15 municípios da região central, recebendo amostra de exames de Covid-19. “Já perdemos parentes e também surto de Covid-19 aqui na regional”, reclamou.

A Gerência Regional de Ji-Paraná, conta atualmente com 64 servidores ativos, e desse total, 19 testaram positivo, dois óbitos de familiares. A atual chefe da gerência foi infectada e está afastada. A coordenadora da Divisão de Epidemiologia, ponto de chegada das amostras de exames de Covid, também foi afastada por suspeita de infecção. A regional também conta com servidores afastados por decreto.

LUTO

A imprensa da região central do Estado, amanheceu, na manhã de ontem (27), mais triste. Faleceu por complicações do novo Coronavírus (Codvid-19), o jornalista e radialista Odair Ferreira Calado (52. Informações da família, Odair Calado, como era mais conhecido, estava internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e uma unidade de saúde particular, em Ji-Paraná. Calado, residiu em Jaru e Vale do Anari, comandava o site de notícias “O Povo em Alerta”.

DEFESA

E a prefeitura de Ji-Paraná, mais precisamente, o gabinete do prefeito Isaú Fonseca, ainda não definiu o nome do futuro (a) coordenador (a) da Defesa Civil, neste município. O cargo está vago desde o dia 31 de dezembro quando a portaria da ex-coordenadora, Meire Zanetim, foi revogada. Há 20 dias, o comando do Corpo de Bombeiros já havia feito a reivindicação quando a nova titular. A Defesa Civil é o ‘braço’ direito nessa época do ano, justamente, pelo período do inverno amazônico e suas possíveis consequências.

AÇÃO

A prefeitura de Jaru, iniciou na segunda-feira (25), o mutirão de limpeza com o objetivo de eliminar todos os focos do mosquito transmissor do Aedes Aegypti, Dengue, Febre Amarela, Zika Vírus e Chikungunya. Na ação, estão sendo recolhidos objetos acumulados em água, e consequentemente, se tornam potenciais criadouros do mosquito, como pneus, geladeiras, fogões, caixas d’água, vasilhames, entre outros.

MOBÍLIA

A escola Luiz Capilla de Presidente Médici, recebeu essa semana, novos equipamentos para serem instalados na cozinha e refeitório. A aquisição foi feita através de emenda parlamentar no valor de R$50 mil.  O prefeito, Edilson Alencar disse que a medida é necessária visa melhorar a qualidade das escolas municipais, garantindo um futuro melhor para os alunos, professores e direção das unidades de ensino.


Deixe o seu comentário

Arquivos de colunas