porto velho - ro, 02 Novembro 2019 04:17:36

    JoséLuiz

    coluna

    Publicado: 30/07/2019 às 12h20min

    A-A+

    Regularização fundiária urgente, agilidade e menos burocracia

       Os governadores de Rondônia, Marcos Rocha, do Acre Gladson Cameli e Amazonas, Wilson Lima entendem que para manter o crescimento do..

       Os governadores de Rondônia, Marcos Rocha, do Acre Gladson Cameli e Amazonas, Wilson Lima entendem que para manter o crescimento do agronegócio em alta na região Norte, gerando emprego e renda se faz necessário um trabalho orquestrado, junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma  Agrária (INCRA), para que os processos de regularização fundiária passem a ser administrados pelos os estados. 

         Agilidade e menos burocracia  

       Na opinião dos chefes dos executivos dos três estados, envolvidos em sérias questões fundiárias, se cada um assumir a responsabilidade pela titulação das áreas ocupadas, algumas delas a mais de 40 anos, com certeza os conflitos no campo serão reduzidos a zero, desde que cada estado reduza a burocracia colocando agilidade nos processos de titulação. 

         Mudanças no campo 

        Na verdade, a grande oportunidade de mudanças no campo é agora. Por isso os governadores destes três estados, onde pastam em campo aberto mais de 23 milhões de cabeças de bovinos, escudados pela soja, milho, café e peixe, representando um patrimônio superior a R$ 27 bilhões, querem aproveitar a “onda Bolsonaro”, também para mudanças no campo. Na realidade, se estes estados deixar passar essa oportunidade que ainda conta com a boa vontade de produtores rurais e pecuaristas, outra igual a essa só daqui a 50 anos. 

         AMACRO 

       A sigla acima quer dizer: “Amazonas, Acre e Rondônia” numa pr20los secretários de Agricultura dos três estados, Petrúcio Magalhães (AM), Paulo Wadt (AC) e Evandro Padovani(RO),para um projeto integrado para atender os pequenos e médios produtores rurais, assim como as comunidades ribeirinhas. A proposta já foi encaminhada para Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, uma vez que a Embrapa definirá ou que deverá ser cultivado em cada região, levando em consideração a preservação ambiental sustentável. 

         Festival do Peixe em Brasília 

       O governador Marcos Rocha, o secretário de Agricultura, Evandro Padovani, estão entusiasmados com as informações que chegam de Brasília, sobre o “Festival de Peixes da Amazônia,” que tem como destaque o Tambaqui de Rondônia, produzido em cativeiro respeitando todas as normas ambientais e de sanidade. O objetivo é mostrar a qualidade do pescado rondoniense, abrindo novos mercados consumidores. 

         Data do evento 

          Com apoio do Ministério da Agricultura, através da Secretaria Nacional de Pesca, dos produtores de Tambaqui de Rondônia, nos dias 6 e 7 de agosto estarão expondo mais de 6 mil quilos de tambaqui assado na brasa diante do Ministério da Agricultura em Brasília,contando inclusive com a presença do presidente Jair Bolsonaro, outras autoridades e visitantes.

         Degustando 

       No dia a noite a partir das 20 horas na Confederação Nacional de Agricultura (CNA), haverá uma degustação do Tambaqui da Amazônia, oferecido aos representantes de embaixadas, empresários e supermercadistas no Distrito Federal.


    Escreva um comentário

    sobre José Luiz Alves

    José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.

    Arquivos de colunas