Porto Velho/RO, 12 Dezembro 2019 10:15:50
    Saúde

    Remédios vendidos como fitoterápicos são proibidos pela Anvisa

    Remédios vendidos como emagrecedores podem oferecer riscos à saúde.

    A-A+

    Publicado: 12/12/2019 às 10h15min

    Emagrecer costuma estar entre as metas e promessas de muitas pessoas para o início de um novo ano. Muitas vezes, bombardeados pelas propagandas feitas pela internet e, principalmente, nas redes sociais na era das digital influencers, que têm o corpo em forma e usam a imagem para divulgar produtos milagrosos e ditos naturais, mas que na verdade contém substâncias prejudiciais à saúde que podem levar à morte, muitas pessoas acabam enganadas.

    Vanessa Ezaki, coordenadora de Vigilância Sanitária da Agência Estadual de Vigilância em Saúde do Estado de Rondônia (Agevisa), explica que são medicamentos comercializados como emagrecedores e que podem oferecer riscos à saúde. Medicamentos só devem ser consumidos com prescrição médica.

    “As pessoas estão sendo enganadas comprando um medicamento como natural e que não é. Uma das substâncias contidas nestes produtos, que não são registrados pela Anvisa, é a sibutramina. Muitas vezes eles colocam no rótulo como suplemento alimentar isento de registro pela Anvisa, mas não são, pois todo suplemento que faz indicação terapêutica torna-se um medicamento. E se é um medicamento, precisa ser registrado”, lembra.



    Deixe o seu comentário