Porto Velho/RO, 02 Março 2024 17:03:25
Diário da Amazônia

Rompendo a barreira de um milhão de toneladas!

Mesmo sem computar a colheita da soja safrinha, Rondônia rompeu na safra 2017/2018 a barreira de um milhão de toneladas desta oleaginosa..

A- A+

Publicado: 09/05/2018 às 07h00min

Mesmo sem computar a colheita da soja safrinha, Rondônia rompeu na safra 2017/2018 a barreira de um milhão de toneladas desta oleaginosa que na semana passada alcançou o valor em R$ de 68,00 a saca de 60 quilos, estufando as contas bancárias dos produtores rurais que estão sorrindo de orelha a orelha. A informação é do engenheiro agrônomo da Central Agrícola, Robson Rizzon, que participou no sábado (05) no programa “Campo e Lavoura” transmitido para todo Estado pela Rede TV!    

Pelas pesquisas de campo a produção de soja na região Norte do estado apresentam resultados promissores, principalmente quando se trata da segunda safra do produto no mesmo ano. Ou seja: após a colheita normal entre dezembro e janeiro, quando os agricultores podem usar novamente a mesma área para o plantio direto da segunda safra para ser colhida 120 dias após.

Do Vale do Jamarí, passando pelo município de Porto Velho até a divisa com o Acre, onde existe terra á vontade para o cultivo de lavouras já existem variedades de soja que se adaptaram perfeitamente ao clima e solo da região apresentando excelentes resultados na hora da colheita. Ao contrário do Cone-Sul, região que produz somente uma safra de soja e outra de milho por ano, no Norte do Estado podem ser realizadas duas colheitas de soja no mesmo período.  

Isso por que, para a região Norte ainda não existe uma variedade de milho que tenha se adaptado a realidade do clima e solo repetindo a mesma produção no Sul do Estado. Assim, os ventos continuam soprando favoráveis a produção de soja no município de Porto Velho e região que na safra 2017/2018, fora a colheita da safrinha, que deve começar nos próximos 20 dias apresentou resultados significativos onde foram colhidas em média 68 sacas de 60 quilos por hectare de lavoura cultivada.

Contudo, na safra de verão a colheita de soja no município de Porto Velho alcançou 18 mil toneladas. A Projeção para safrinha gira em torno de 14 mil toneladas, com rendimento em torno de 40 sacas de 60 quilos por hectare de lavoura cultivada.

Diante da fantástica queda de 30%, na produção de soja na Argentina, 3º maior produtor de grãos do planeta, por questões climáticas, somente atrás do Brasil e Estados Unidos, com os preços do produto em alta no mercado internacional, os produtores rurais de Rondônia e Mato Grosso, podem levantar as mãos para céu agradecer a São Pedro e amarrar o burro na sombra. O burro não!!! As máquinas e implementos agrícolas de última geração, que graças à tecnologia empurram o Brasil para frente com uma agricultura de precisão.



Deixe o seu comentário