Porto Velho/RO, 22 Julho 2020 06:00:56

CarlosSperança

coluna

Publicado: 22/07/2020 às 06h00min

A-A+

Se nada der errado, ao final do ano teremos duas grandes inaugurações em RO

Loteria ministerial Ao contrário do que os críticos de maus bofes poderiam supor, a decisão de prorrogar o emprego das Forças Armadas..

Loteria ministerial

Ao contrário do que os críticos de maus bofes poderiam supor, a decisão de prorrogar o emprego das Forças Armadas para garantia da lei e da ordem na Amazônia Legal não é uma confissão de que o crime está vencendo. É só o reconhecimento de que a situação é mais complexa do que se imaginava e que há de fato a intenção de reverter a má imagem do Brasil no exterior, que o vice-presidente Hamilton Mourão constatou ser desastrosa.

Apesar dos acertos na escolha dos ministros técnicos, como Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Tereza Cristina (Agricultura), houve desastres como os “ideológicos” Abraham Weintraub (Educação), já excluído, Ricardo Salles (Meio Ambiente), com a cabeça pedida, e Ernesto Araújo (Relações Exteriores), que piorou o conceito do país lá fora. O presidente Jair Bolsonaro já viu que escolher bons ministros é tarefa difícil.

Fruto de arranjo com o Centrão e tentando melhorar a imagem na TV, Bolsonaro escolheu o deputado Fábio Faria, genro de Silvio Santos (SBT), para o Ministério das Comunicações. Bem falante e simpático, nem por isso o novo ministro escapou da síndrome: declarou que a Amazônia possui 87% de Mata Atlântica e 13% de queimadas. O mal educado Weintraub não sabia escrever. O gentil Farias não está se comunicando bem e é um dos famosos desinformados sobre a Amazônia. Nestes tempos difíceis, acertar na escolha de ministros virou loteria. O novo ministro da Educação já assumiu com coronavirus. Que zica!

……………………………………………….

As previsões

Se nada der errado, ao final do ano teremos duas grandes inaugurações em Rondônia: a ponte do Abunã, ligando Rondônia ao Acre e o Complexo de lazer da orla do Rio Madeira, na Estrada de Ferro Madeira Mamoré. A ponte com recursos federais e de emendas das bancadas federais de Rondônia e do Acre, a orla do madeira com verbas  compensatórias destinadas pela Usina de Santo Antônio. Duas grandes conquistas em plena era do coronavirus.

A revitalização

A inauguração do Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, anunciada para setembro será um marco na revitalização do centro histórico de Porto Velho abandonado nos últimos anos e afundado de vez com a pandemia. O prefeito Hildon Chaves tem trabalhado para reverter este quadro e neste sentido uma das medidas tomadas foi a transferência da sede da municipalidade para o prédio do Relógio. Segue com a restauração da praça Jonathas Pedrosa que tinha se transformado num pardieiro.

As fronteiras

Desguarnecidas, as fronteiras brasileiras se transformaram numa festa para os traficantes de drogas e de armas. Seja na região de Foz do Iguaçu e no Mato Grosso do Sul, com o Paraguai, seja em Guajará Mirim nas divisa com a Bolívia e no Amazonas vizinha da  Colômbia. Na fronteira rondoniense, no Vale do Guaporé, a utilização de pequenos aviões nesta atividade tem sido frequente. Está passando boi, passando boiada via aérea, fluvial e nas estradas rondonienses.

As exposições

Entre as grandes perdas de Rondônia nesta temporada de pandemia do coronavius estão as exposições agropecuárias, importantes e propulsoras da economia em polos regionais como Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena. Nestes eventos a roda da economia girava com vigor não só com os  últimos lançamentos de modernas maquinas agrícolas,  mas como também no movimento comercial das lojas, bares e restaurantes. 

A participação

Os ex-governadores de Rondônia estão pouco participativos nas eleições municipais. Oswaldo Piana Filho, residindo no Rio de Janeiro, Valdir Raupp encolhido com a Opção Lava a Jato, Ivo Cassol transferindo as incumbências políticas para a mana, deputada federal Jaqueline, José Bianco pendurando as chuteiras. No entanto, Confúcio Moura eleito senador já percorre o estado na reestruturação do seu partido, o MDB.  

 

Via Direta

*** Proliferam os golpes pelos aplicativos. Nos bancos meia dúzia de denúncias por semana. Pela internet a venda de veículos e motos roubados*** Mesmo com a abertura do comércio os lojistas da capital de Rondônia têm reclamado do movimento. Aguardam melhoras só em agosto com o Dia dos Pais*** Com ampla maioria na Assembleia Legislativa, o governador Marcos Rocha não terá dificuldades para aprovar projetos do interesse do Executivo*** A violência contra as mulheres aumentou muito nestes quatro meses de quarentena da pandemia*** Em muitos casos em virtude das drogas e bebidas alcóolicas nos finais de semana*** Nem a Lei Maria da Penha está dando conta de tantas agressões*** A criminalidade aumentou também no campo, com roubo de implementos  agrícolas, caminhonetes e até aviões de pequeno porte.


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas