Porto Velho/RO, 11 Dezembro 2020 10:47:22

CarlosSperança

coluna

Publicado: 11/12/2020 às 09h25min | Atualizado 11/12/2020 às 10h47min

A-A+

Se os seis vereadores investigados forem cassados, Câmara da Capital terá nova formação

Mais Brasil? O conceito de “menos Brasília, mais Brasil” é empolgante. Afirma a necessidade de valorizar estados e municípios, pondo..

Mais Brasil?

O conceito de “menos Brasília, mais Brasil” é empolgante. Afirma a necessidade de valorizar estados e municípios, pondo fim ao autoritarismo que emana do Planalto desde o governo JK. Ou seja, desde sempre. Promete, em consequência, mais democracia e participação da sociedade brasileira, multifacetada e complexa, impossível de ser compreendida como uma só, a não ser na idealização da Nação, que faz do Chuí e do Oiapoque as mesmas geografias, populações e realidades.

O general Eduardo Pazuello, reunido com os governadores para avaliar a segunda onda da Covid-19, revogou o conceito de “mais Brasil” ao impor um plano de vacinação ao comando de Brasília. Os governadores, porém, temem que estados que sempre são “menos Brasília”, como São Paulo e Rio de Janeiro, onde estão os laboratórios do Instituto Butantan e da Fiocruz, sejam mais Brasil ao seu modo, largando antes na vacinação.

Pelo andar da carruagem, mais uma vez o imbróglio vai cair no colo do Congresso e da Justiça. Com o STF rachado ao meio, tudo que cair lá dará em crise institucional, como se viu na possibilidade surrealista de reeleição dos presidentes do Senado e da Câmara na mesma legislatura, que nem o povo, nem os juristas conseguiram entender. A Constituição é tão clara nesse ponto que dispensa desenhar. Dirigir o país com base em egocentrismos eleitorais vai isolar Brasília e arruinar o Brasil.

…………………………………………………….

Cadê os Videntes?

Fui cobrar dos videntes autores da previsão de que uma mulher seria eleita prefeita em Porto Velho. Não encontrei nenhum para remédio. Soube lá pelo Socialista e nas bordas do Mocambo, nas alegações finais dos bruxos, que o acerto foi parcial, já que Cristiane Lopes foi para o segundo turno, ao meio de 15 candidatos do sexo masculino. Certamente para o segundo turno as bolas de cristais deviam estar embaçadas. E para 2022? Eles dizem que uma mulher seja eleita ao Senado ou ao governo. Mas quem???

Mais reforços

Cidades fronteiriças com a Bolívia, casos de Costa Marques, Guajará Mirim e Pimenteiras precisam de mais reforços no Batalhão de Fronteira da PM e da Polícia Federal para conter a pirataria, evasão fiscal, o narcotráfico, o contrabando de armas, o descaminho, e demais delitos, como lavagem de dinheiro de determinados grupos empresariais. É impressionante como estes crimes tem crescido seja via aérea (com muitas quedas de aviões monomotores), pelas estradas e pelos Rio Guaporé e Mamoré. É coisa de louco!

2020, go home!

Que o ano de 2020 vá embora logo. Foi o ano da peste do coronavirus que causou centenas de vítimas fatais em Rondônia. Tivemos invasões de terras indígenas e dos parques nacionais por grileiros profissionais, chacinas pela terra, seguidas operações da Policia Federal para capturar pilantras de toda espécie, CPIs que não deram em nada, feminicidios que aumentaram, tantos prefeitos, vereadores e deputados enrascados com a justiça, compra de votos, etc, etc.

Boas noticias

Ao meio de tantas coisas negativas, tivemos em Rondônia o crescimento do agronegócio com a pauta de exportações subindo exponencialmente compensando as perdas de arrecadação com o recuo de atividades de serviços, construção civil – já aquecida neste final de ano – e outras modalidades geradoras de emprego, como o comércio lojista. Será graças ao agronegócio que o governo do estado e a prefeitura de Porto Velho vão manter o pagamento do funcionalismo em dia. Uma tendência que deve seguir 2021, com pandemia e tudo.

Clã Carvalho

O patriarca do clã Carvalho, Aparício, que é jornalista, psiquiatra e empresário da educação deve estar orgulhoso das crias. Mariana tem um elogiável desempenho na Câmara dos Deputados, o filho mais novo Mauricio eleito vice prefeito deverá assumir o cargo de Hildon Chaves, já que o alcaide tucano está se preparando para a disputa do CPA. Aparício que já foi vereador, deputado federal e vice-governador, articula bem e está preparando Mariana para voos maiores no futuro. Ao Senado? Ao Governo? O tempo dirá.

Via Direta

*** O movimento de passageiros tem aumentado geometricamente nos últimos dias no aeroporto internacional Jorge Teixeira em Porto Velho*** O diabólico covid que está matando adoiado na capital rondoniense, agradece as possíveis novas vítimas de contaminação nas viagens *** As bancadas federais de Rondônia e do Acre convidaram o presidente Jair Bolsonaro para a inauguração da ponte sobre o Rio Madeira na altura de Abunã*** A obra ainda não tem prazo marcado para ser entregue e três datas já foram transferidas. Estima-se agora que seja inaugurada em meados do ano que vem *** Outra inauguração anunciada e remarcada três vezes é a revitalização da Estrada de Ferro Madeira Mamoré. Acredita-se que em fevereiro teremos as festividades alusivas.


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas