Porto Velho/RO, 20 Novembro 2020 09:04:23

CarlosSperança

coluna

Publicado: 20/11/2020 às 09h01min | Atualizado 20/11/2020 às 09h04min

A-A+

Segundo turno em Porto Velho polariza a Social Democracia e o Centrão Bolsonarista

Amazônia conectada A China acaba de lançar ao espaço o primeiro satélite com tecnologia 6G, conexão de internet cem vezes mais rápida..

Amazônia conectada

A China acaba de lançar ao espaço o primeiro satélite com tecnologia 6G, conexão de internet cem vezes mais rápida que a 5G. Enquanto isso, a duras penas nestes tempos de pandemia, o Projeto Amazônia Conectada completa a instalação em 1,2 mil quilômetros (dos três mil previstos) de redes ópticas que levam a internet à região pelos leitos dos rios. 

China e os EUA vivem uma corrida tecnológica frenética e os avanços vão acontecendo rapidamente, enquanto o Brasil ainda está às voltas com os desafios da pobreza e da penúria de recursos para enfrentar os desafios da precária infraestrutura. 

Vários prefeitos em vias de reeleição ou iniciar mandatos são politicamente conservadores, mas terão que manter seus valores só no campo dos costumes. Fora deles precisarão se aliar aos progressistas sob pena de não dar conta de vencer os desafios da pobreza e o atraso relativo em relação ao mundo desenvolvido. 

Caso pretendam exercer mandatos de qualidade, terão que celebrar aliança com a ciência e a inteligência para vencer as grandes batalhas do presente. Já os atuais e novos prefeitos liberais progressistas, além de fazer render os parcos recursos, terão que evitar a arrogância de hostilizar os conservadores, parcela importante da sociedade. O polarizante “nós contra eles” só gera brigas, desunião e prejuízos. A pobreza não será vencida sem ciência, inteligência e união de esforços.

……………………………………………………………….

Uma avalanche

Não bastava estupendos vinte pontos de diferença a favor, um marketing criativo e eficiente, uma esposa e primeira dama fazendo a diferença na linha de frente, o apoio nas ruas dos eleitores do saudoso prefeito Chiquilito Erse. Não querendo dar sopa para o azar, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) ainda conquistou o apoio do ascendente Vinicius Miguel (Cidadania/Novo/PDT) e ainda de quebra o PV que tinha indicado a vice na chapa de Ronaldo Flores, etc, etc. É uma verdadeira avalanche e nada até agora colou contra ele. Coisa de louco!

Virou o jogo

A grande verdade é que o prefeito tucano na busca da reeleição virou um jogo que lhe era desfavorável até um ano atrás. Inclusive abriu a jornada da eleição 2020 com um teto muito baixo, com 23 por cento de intenções de votos. Se caísse deste patamar uns cinco pontos já estaria ameaçado de comprometer seu projeto, aumentando mais cinco pontos ainda era pouco para enfrentar a oposição no segundo turno. Chegou a 32 pontos e na eleição ainda teve folego para subir mais ainda e alcançar 34 por cento. Trocado em miúdos: segue rumo ao pódio.

O confronto

O confronto no segundo turno do prefeito tucano, que pode ser posicionado como “social democrata” vai ser com o  famigerado “centrão” liderado pelo PP e o bolsonarismo que perdeu folego pelo Brasil afora mas ainda é forte em Rondônia. Também vai enfrentar uma Cristiane Lopes poderosa no voto evangélico e sendo bolsonarista possivelmente terá o apoio de Breno Mendes (Avante), Eyder Brasil (PSL) e do próprio governador Marcos Rocha (sem partido). Mas seu principal cabo eleitoral é o deputado federal Leo Moraes (Podemos) e o eleitorado feminino em Porto Velho que é majoritário.

A conspiração

Dizia o sapiente Miguel de Souza, em uma de suas tiradas, que o candidato sempre se elege em Rondônia quando o universo conspira a favor. É o caso e, tudo se encaminha para Hildon Chaves atropelar até a previsão dos videntes que davam conta que Porto Velho teria a primeira mulher eleita prefeita depois de mais de 100 anos da sua fundação.  Será que a clarividência consegue paralisar e afastar uma tendência crescente e reverter uma vantagem tão elástica do tucano?  

Lado bolsonarista

Fui ouvir o que pensam os bolsonaristas a respeito da atual situação. Eles dizem o seguinte a favor de Cristiane: 1- Se Hildon teve 34 por cento dos votos, é porque tem 66 por cento do eleitorado contra ele 2 – O apoio de Vinicius Miguel não acrescenta nada a Hildon, pois é um comunista e não agrega ao tucano o voto conservador que é claramente favorável a Cristiane 3 – Expedito e Garçon são apoiadores negativos para o tucano 4 – O prefeito tem sido perverso com as mulheres da capital. As creches e postos de saúde foram abandonados 5 – Foi omisso no combate a pandemia que voltou a crescer. 6- O voto evangélico é majoritariamente de Cristiane e vai decidir o pleito.

Via Direta

*** A pandemia do covid se espraia em Rondônia sugerindo que já começou uma nova onda por aqui, como ocorre em Manaus e Florianópolis*** Nossas autoridades sanitárias estão com a faísca atrasada na tomada de providências, o que é lamentável*** O governador Marcos Rocha (sem parido) ainda não se posicionou com relação ao segundo turno na capital*** O papo que rola nos comitês do Avante e do Patriotas, legendas da sua base, é uma opção por Cristiane Lopes *** O ex-prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho (PT) ficou calado nas eleições de 2020*** Um indício de que o PT esteve rachado na eleição e com isso o candidato Ramon Cujuí afundou com votação abaixo das expectativas, tubulando gloriosamente*** O PTB de Porto Velho lambe as feridas até agora ante o fracasso de Leonel Bertolim nas urnas.

 


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas