Porto Velho/RO, 16 Abril 2021 08:34:59

SolanoFerreira

coluna

Publicado: 16/04/2021 às 08h32min | Atualizado 16/04/2021 às 08h34min

A-A+

Será que não está na hora de mudar de estratégia?

O Corpo de Bombeiros, que coordena a operação realizada para fazer cumprir as medidas adotada pelo Governo do Estado no combate à..

O Corpo de Bombeiros, que coordena a operação realizada para fazer cumprir as medidas adotada pelo Governo do Estado no combate à pandemia da Covid-19, constatou que em Rondônia a exposição dos jovens ao risco de contaminação pelo novo coronavírus tem aumentado a cada ação de fiscalização.

Ou seja, os jovens cada vez mais têm desafiado essas medidas que são necessárias para evitar o avanço da doença, colocando as próprias vidas em risco se aglomerando em festas clandestinas e locais públicos.

A operação é realizada três vezes na semana e os próprios Bombeiros admitem que a prática tem sido alvo de constantes denúncias que são averiguadas durante as ações todas as semanas. Geralmente, esses encontros clandestinos acontecem em residências e são programados até mesmo pelas redes sociais.

A pergunta que não quer calar é: por que tantos jovens estão preferindo flertar com a morte levando suas vidas até ela? Tudo bem, que tem a rebeldia inerente à própria juventude, tem o negacionismo oficial do governo federal, que também contribui diretamente para essa desobediência civil. Mas será que é só isso?

Será que não está havendo uma falha nas campanhas educativas criadas para alertar sobre a doença, que nunca consegue alcançar os jovens? Será que eles conseguem se ver nessas peças publicitárias? Elas têm a linguagem deles?

Se todas as respostas são ‘não’, será que já não está na hora de mudar a estratégia e começar a se adotar uma linguagem que eles consigam entender e, assim, se evitar que mais jovens percam a vida para essa doença? Manter o que está dando errado é o mesmo que apostar na morte.


Deixe o seu comentário

sobre Solano Ferreira

Editor-Chefe do Diário da Amazônia. Comunicador Social e Marketing/ Mestre em Geografia. Atua na Gestão Estratégica e Gerenciamento de Crise.

Arquivos de colunas