Porto Velho/RO, 04 Setembro 2020 23:01:45
Geral

Servidores do Hospital Cemetron recebem atendimento especializado

O Governo de Rondônia têm se preocupado com a saúde dos profissionais que estão em linha de frente no combate ao coronavírus, atuando..

A- A+

Publicado: 02/09/2020 às 15h17min

Foto: Divulgação

O Governo de Rondônia têm se preocupado com a saúde dos profissionais que estão em linha de frente no combate ao coronavírus, atuando rapidamente com toda a assistência necessária. Assim também vem acontecendo com os servidores do Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), que possue mais de 700 profissionais da saúde, onde 230 destes tiveram Covid-19. Todos estão curados e voltaram ao trabalho em bom estado de saúde, devido a todo o protocolo que foi seguido para o bem-estar deles e de suas famílias.

O Cemetron conta com o Núcleo em Saúde do Trabalhador, que já atua a seis anos cuidando da saúde dos servidores, conforme explica a enfermeira e coordenadora do Núcleo, Célia Aparecida Maciel Souza, o Governo tem uma equipe empenhada, que cuida da saúde ocupacional dos servidores. “No início da pandemia passamos por uma capacitação e adequação às normas de protocolo do Ministério da Saúde e foi aberto um canal de atendimento 24h para cuidar do servidor com sintomas da Covid-19. Os nossos servidores, graças a Deus, estavam bem amparados com médicos especializados”.

A coordenadora esclarece ainda, que quando algum servidor apresenta sintomas, passa por atendimento médico, recebe a medicação da própria farmácia do Cemetron e, dando o resultado positivo para Covid-19, o servidor é afastado das suas atividades para realizar o período de quarentena de maneira correta com isolamento social. “Nossa meta era essa dar total assistência aos nossos servidores para estabilizar o quadro e não queríamos ninguém grave, e assim foi, não tivemos nenhum óbito dos nossos servidores. No momento estamos com seis profissionais da saúde em fase de recuperação”.

Célia explica que o servidor recebe toda a assistência necessária do atendimento médico, ambulatório e, caso precise, internação durante o período de afastamento, recebendo também atenção após o retorno às atividades. “ Também temos os atendimentos psiquiátricos e psicológicos para os servidores receberem orientação de como enfrentar essa pandemia durante e depois que ele volte às atividades. Antes do servidor voltar, passa por uma avaliação médica, é observado se houve complicações, e caso tenha será encaminhado para o especialista que necessitar”.

A coordenadora ressalta ainda, que quando o servidor apresenta alguma complicação mais grave na parte respiratória, é atendido pelo pneumologista. “Se o servidor ainda apresenta sinais e reclama de fraqueza, passa por um acompanhamento com a nutricionista, que vai avaliar e caso necessite passar uma suplementação nutricional, como se fosse um shake que pode ser adquirido até na farmácia do Hospital e é extremamente poderoso para auxiliar no processo de fraqueza e estabelecer sua saúde mais rápido possível”.

Para a diretora geral do Cemetron, Stella Zimmerli, garantir o atendimento de nossos servidores, no sentido de fazer exames periódicos de dar assistência também no agendamento de consultas com especialistas, apoio e suporte psicológico e nutricional aos colaboradores é fundamental. “Em tempos de pandemia, é de fundamental importância no atendimento a monitorização, apoio aos colaboradores, bem como atendimento fisioterápico respiratório aos que necessitam pós Covid de um atendimento especializado e qualificado. Isso tudo é oferecido para os nossos servidores”.

Muitos dos profissionais da saúde que atuam no Cemetron ficaram gratos com a atenção que receberam pela equipe do Núcleo. Como é o caso da nutricionista Cláudia Barbosa Rodrigues, que estava com suspeita de Covid-19, porém os exames deram negativo e foi detectado malária, e posteriormente detectado Covid-19 em agosto. “ Fui até o Núcleo da Saúde do Trabalhador e logo fui atendida, passei pelo médico e fizeram todos os exames. Com o passar dos dias piorei e fui orientada a passar novamente pelo especialista, agora o infectologista, porque continuava com problemas respiratórios e com os novos exames foi confirmado para Covid-19. Tive as duas doenças”.

A nutricionista Cláudia conta que teve todo o apoio e acompanhamento da equipe do Núcleo. “Fiz todos os exames pelo Sistema Único de Saúde (SUS), fiz os tratamentos necessários tanto para Malária e Covid-19. Fui suplementada, porque perdi oito quilos em uma semana e fiquei bem debilitada. O núcleo funciona muito bem e os funcionários buscam a melhor segurança dentro da saúde do trabalhador”, finaliza a nutricionista Cláudia.

NÚCLEO

O Núcleo em Saúde do Trabalhador existe desde 2013, cuidando da saúde dos profissionais que atuam na unidade hospitalar com atendimentos médicos durante o período da manhã e tarde. Atualmente, oito servidores atuam no núcleo, entre parte administrativa e médica, que são atendimentos de especialistas como nutricionista, psicólogo, fisioterapeuta, terapia ocupacional. Para algumas especialidades que não têm no Núcleo, o servidor que atua no Hospital Cemetron tem sua consulta agendada na Policlínica Oswaldo Cruz.

Além dos servidores da saúde, os atendimentos são estendidos para os familiares, dessa forma valorizando também o profissional. “Fundamental importância a criação do Núcleo com Célia a frente do serviço, para garantir a saúde dos nossos colaboradores. Garantir o atendimento de nossos servidores, no sentido de fazer exames periódicos, de dar assistência também no agendamento de consultas com especialistas”, declara a diretora geral do Cemetron, Stella Zimmerli.

De acordo com a coordenadora do Núcleo, desde março foram realizados mais de mil atendimentos aos servidores. “ Nós estamos à disposição completamente pra atendimento, a hora que eles se sentirem mal, a hora que eles quiserem passarem pelo Núcleo estaremos aqui para oferecer o melhor atendimento e ajudar no que for preciso, dando melhor qualidade de vida para os nossos servidores”, concluiu Célia. (Secom)



Deixe o seu comentário