Porto Velho/RO, 13 Dezembro 2019 09:08:32
    Diário da Amazônia

    Sexta-feira 13 é dia de espantos e de assombros

    Os supersticiosos têm a “Sexta-feira 13” como um dia de muito azar. A data já ganhou livros, filmes, e está presente na crendice de..

    A-A+

    Publicado: 13/12/2019 às 09h08min

    Os supersticiosos têm a “Sexta-feira 13” como um dia de muito azar. A data já ganhou livros, filmes, e está presente na crendice de todos os povos. Esse dia é hoje. Última sexta-feira 13 do ano.

    Se o dia não é favorável para os supersticiosos, muito menos para quem não está nem aí para a crendice. Nesta edição temos algumas notícias cabulosas e assombrosas, como a repercussão da irrisória redução da tarifa de energia elétrica para Rondônia. O consumidor local já amarga o terror de uns 40% de reajuste, e vem a insignificante redução de 0,78% anunciada como grande feito.

    É assustadora também a notícia de que a arroba do boi gordo reduziu, está abaixo dos R$ 200, mas para o consumidor nada refletiu. Se uma arroba (15 quilos) custa menos de R$ 200, significa que a carne entra no frigorífico por menos de R$ 16 o quilo. Mesmo com todo o custo industrial e comercial, o que justifica um quilo de carne de primeira custar perto de R$ 40?
    Enquanto não houver a “hora do espanto” com a chegada do Procon e outras instituições de defesa, o consumidor continuará pagando o preço exorbitante, graças ao espírito tenebroso da especulação comercial.

    E nesta sexta-feira 13 também traz notícia de mais uma etapa das investigações do Ministério Público Estadual contra um esquema envolvendo justamente os frigoríficos. Pelo menos essa notícia é boa porque poderá por fim a uma organização que frauda o erário público com sonegação de impostos. Se comprovado o esquema, o consumidor de carne ficará ainda mais enfurecido em saber que paga caro, e a parte que voltaria em benefícios sociais do Estado, se perde na balança da sonegação de depositários infiéis.



    Deixe o seu comentário