porto velho - ro, 18 Março 2019 11:29:33

Aldo José

coluna

Publicado: 07/02/2019 às 10h27min

A- A+

Sintomas de próstata aumentada (hiperplasia prostática)

Você já ouviu falar de homens com dificuldade para urinar por conta de próstata aumentada? Sabe os perigos e sintomas desse problema? É..

Você já ouviu falar de homens com dificuldade para urinar por conta de próstata aumentada? Sabe os perigos e sintomas desse problema? É disso que trataremos aqui: crescimento benigno da próstata, também chamado de hiperplasia prostática benigna (HPB).

O que é a próstata

A próstata é uma glândula que fica embaixo da bexiga, envolvendo o canal da urina (uretra) como se fosse um anel. Com o passar dos anos ela tende a aumentar de tamanho, não se sabe o porquê disso, apenas que ela cresce externa e internamente, apertando o canal da urina, e daí surgem sintomas.

As doenças da próstata eram consideradas raras no passado, porém, como hoje se vive por mais tempo, há maior incidência delas. Homens com idade acima de 50 anos têm muito mais chances de ter câncer de próstata e/ou HPB.

Como está o seu jato urinário?

Com o crescimento da próstata, o jato urinário tende a ficar mais fraco, e assim demora-se mais tempo para esvaziar a bexiga.

É comum acontecer gotejamento terminal, ou seja, no final da micção o jato de urina fica ainda mais fraco, gotejando, e, além disso, deixa de ser contínuo e passa a ser intermitente, assim urina-se de pouco em pouco.

Você faz força com a barriga para urinar?

Com a próstata atrapalhando a saída da urina, o músculo da bexiga faz mais força na micção, o resultado disso é que a bexiga fica cada vez mais musculosa, mesmo assim é comum homens terem que fazer força com a barriga como se fossem evacuar para começar ou principalmente terminar a micção.

Você acabou de urinar e sente que sobrou urina na bexiga?

Isso é o que se chama de esvaziamento incompleto da bexiga, e mesmo com ela musculosa e o homem fazendo força para urinar, ela não esvazia completamente, sobrando urina nela. Esse resíduo causa dois sintomas, o primeiro é que o intervalo entre as micções diminui, assim urina-se mais vezes do que o normal (mais do que uma vez a cada duas horas), e acorda-se mais vezes para urinar (noctúria).

A bexiga armazena em torno de 500 ml de urina, assim é possível ficar três, quatro ou até mais horas sem urinar, entretanto, se, por exemplo, ao final da micção sobrar na bexiga em torno de 200 ml de urina, a capacidade funcional do órgão passa a ser de 300 ml, com isso a pessoa tem que urinar em intervalos menores.

Ter a bexiga sempre quase cheia é razão de acordar várias vezes a noite para urinar. Além desses sintomas existem outros que podem estar associadas ao crescimento benigno da próstata, são eles:

  • Necessidade de sair correndo para urinar (urgência miccional).
  • Infecção urinária.
  • Pedra (cálculo) na bexiga.
  • Se a próstata crescer muito (benignamente) pode causar varizes prostáticas, e o sangue resultante disso pode sair na urina.

Nos casos mais graves a próstata aperta tanto o canal da urina que impossibilita a saída dela. Isso se chama retenção urinária aguda, é grave e demanda atendimento emergencial.

O crescimento benigno da próstata é comum: estima-se que ocorre em 35% dos homens acima dos 60 anos (cerca de um a cada três) e em 50% dos que têm mais de 80 anos.

Diagnósticos diferenciais

Apesar do crescimento benigno da próstata ser a principal causa desses sintomas, existem outros problemas que podem causá-los e confundir o diagnóstico, como câncer e infecção de próstata, e cicatriz no canal da urina (estenose de uretra).

Distingue-se o crescimento benigno da próstata desses problemas por meio de exames, como o toque retal. A próstata tem consistência semelhante à da ponta do nariz, entretanto, se afetada por tumor, ocorre nodulação ou endurecimento de parte dela, e a consistência dessa área se assemelha a de um feijão cru.

Outros exames importantes são o PSA (Prostate-Specific Antigens), os de urina, ultrassom das vias urinárias, dentre outros.

Algumas informações podem ajudar no diagnóstico, por exemplo, se o paciente tem familiar com próstata aumentada, ou se já teve, por exemplo, pai ou irmão que precisou raspar a próstata (uma das modalidades de tratamento do HPB). Se sim, a chance de desenvolver o problema é maior.

Você já fez algum procedimento urológico? Teve que usar sonda na bexiga? Já teve trauma na uretra. Caso positivo, não deixe de procurar um médico, o mais indicado é um urologista.

O HPB não tem nada a ver com câncer de próstata, porém, interfere bastante na qualidade de vida do indivíduo, e tem tratamento com altas taxas de sucesso.

Veja mais: https://www.leetdoc.com/br/


Escreva um comentário