Porto Velho/RO, 09 Novembro 2021 03:02:17

Carlos Sperança

coluna

Publicado: 08/10/2021 às 11h29min

A- A+

Supermercados e atacados entraram em guerra na disputa pelo negócio de alimentos

Amazônia das Arábias Notícia apavorante sobre o buraco na camada de ozônio sobre a Antártida, que neste ano é bem maior que o..

Amazônia das Arábias

Notícia apavorante sobre o buraco na camada de ozônio sobre a Antártida, que neste ano é bem maior que o habitual, superando pela primeira vez as dimensões de toda a região gelada, tirou por alguns segundos o foco sobre a Amazônia. Como depois do susto ninguém se dignou a costurar o furo e voltaram a pipocar informações sinistras sobre a grande floresta tropical, a Amazônia foi novamente atirada aos leões como o fator central dos graves problemas que respondem pelo aquecimento global e a piora do clima.

Felizmente não há só más notícias. A boa é que a Câmara de Comércio Árabe Brasileira convocou para Dubai (Emirados Árabes) um fórum sobre sustentabilidade na região, com a participação do vice-presidente da República e presidente do Conselho da Amazônia, Hamilton Mourão.

Nada substitui a diplomacia de qualidade, como nos tempos de Alexandre de Gusmão, Barão do Rio Branco e Rui Barbosa, mas os fóruns ricos de propostas das câmaras de comércio podem cumprir papel decisivo na melhora da imagem do Brasil lá fora. É insano, como se acreditava até recentemente na cúpula do Itamaraty, que o Brasil ser visto como pária no mundo ajudaria a atrair turistas e garantir investimentos. É legítimo esperar, assim, que o encontro de Dubai terá consequências positivas na tarefa de comprovar que a Amazônia não traz o caos, mas a salvação.

………………………………………………………………………………………………..

Inferno astral

Lindomar Garçom, que já foi prefeito de Candeias do Jamari e deputado federal vem de sucessivas derrotas a prefeitura em Porto Velho (foram duas) a deputado federal e agora perdeu o comando do partido progressistas, inspirado pela Igreja Universal, rebaixado de presidente para secretário da legenda. O novo comando da agremiação ficou destinado ao presidente da Assembleia Legislativa Alex Redano, levando a liderança dos Progressistas para o interior, já que sua base é Ariquemes.

No Interior

A maioria dos comandos dos partidos rondonienses está no interior do estado e são poucas exceções, como no PSDB, onde a presidente estadual é deputada estadual Mariana Carvalho e o PSD do deputado federal Expedito Neto, com bases na capital e Zona da Mata. O PP tem o comando de Jaqueline Cassol (Cacoal e Rolim), o PTB de Nilton Capixaba (Cacoal), o MDB tem como presidente Lucio Mosquini (Jaru e Ouro preto), o Partido Verde com o deputado estadual Luizinho Goebel (Vilhena). Já, a titularidade do novo partido criado, o União Brasil é disputado pelo governador Marcos Rocha e o senador Marcos Rogério.

Em guerra

Assim como as redes de farmácias que desembarcaram em Porto Velho, como a Santo Remédio (Amazonas) e Drogasil (São Paulo) e a Ultrapopular  – também rede nacional – que detém o maior pedaço do mercado de medicamentos, os supermercados e atacadistas entraram em guerra para competir pelo apetitoso negócio de alimentos. Grandes grupos estão se instalando na capital para fazer frente a maior rede local de supermercados, a dos Gonçalves, com matriz em Jaru. A Rede Araújo, do Acre, que já tem duas unidades e um atacadista, projeta novo atacacão na Zona Leste e mais uma loja em Porto Velho. Quem ganha com a concorrência é o consumidor.

Escovação e fezes

Numa entrevista veiculada pela imprensa local defendendo o fim de um acordo com a  Caerd – Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia para a implantação do sistema sanitário em Porto Velho, o prefeito Hildon Chaves revelou que ele e os portovelhenses quando escovam os dentes pela manhã, usam água misturada com coliformes fecais (merda, fezes humanas!). A desgraceira da água contaminada foi descoberta através de coleta e análises de água distribuída pela falida companhia de águas e esgotos da capital. Já se sabia a muito tempo que o lençol freático de Porto Velho estava contaminado. Hildon escancarou tudo de vez.

Suco de morto!

Através dos anos a Caerd tem sido um ninho de marajás apaniguados dos políticos, seja de orientação a esquerda ou a direita, com suas diretorias formadas por ex-governadores para atender as suas bases e a cada gestão, a companhia foi se enterrando em dívidas. É um desastre que pode ser colocado na conta da maioria dos ex-governadores, desde que foi criada nos idos do território federal de Rondônia. Na década de 80, uma curiosidade: dois cadáveres desembocaram nos tanques de depuração do precioso líquido, oriundos do igarapé bate estaca onde foram desovados. A capital ficou dias sem abastecimento por conta da necessária desinfecção dos tanques. É coisa de louco!

 

Via Direta

*** Já respaldado em convenção nacional e só dependendo de homologação da justiça eleitoral, o União Brasil,  resultado da fusão do PSL com os Democratas ainda é uma incógnita para as eleições do ano que vem *** Parte da nova legenda defende a candidatura de Jair Bolsonaro a reeleição e outra parte pugna por uma terceira via *** Uma definição sobre a orientação da nova legenda ainda demora *** Depois de ser agredido por petistas, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) defendeu trégua para a sequência da pré-campanha  2022 *** Os petistas raiz defendem Lula raivosamente, assim como os bolsonaristas defendem Bolsonaro e armaram  robôs para atacar adversários *** Dependendo das negociações os deputados federais bolsonaristas do União Brasil ficarão na legenda para aproveitar os recursos do fundão eleitoral, mas com o direito de defender a reeleição do “capetão”.


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas