Porto Velho/RO, 27 Dezembro 2019 08:43:16
    Geral

    Terrenos limpos evita proliferação de mosquitos da dengue

    Durante boa parte do ano, ações por parte de órgãos de vários municípios, no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue..

    Por Redação Diário da Amazônia
    A-A+

    Publicado: 27/12/2019 às 08h43min

    Foto: ilustrativa

    Durante boa parte do ano, ações por parte de órgãos de vários municípios, no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e outras enfermidades, foram acompanhadas pela imprensa estadual.

    Chegando ao final de mais uma temporada, se observa que o alvo não foi acertado, como deveria, ou seja, com mais rigidez e pesadas multas. Isso, devido aos vários pontos ainda abandonados, com acúmulo de água, matagal e lixo descartado de forma incorreta, e arisco em dizer, até mesmo intencional, criminoso, contribuindo para a saúde pública, cada vez mais fragilizada.

    Em Ji-Paraná, por exemplo, muitos proprietários teimam em desafiar o Poder Público em não acatar os pedidos, vias blitz educativas e campanhas em todas as mídias. Ao contrário, em alguns terrenos o mato, o acúmulo de sujeira, cada vez só aumentam. O que dá para se afirmar que não é somente ações educativas que resolvem, mas sim, multas pesadas, limpeza desses imóveis pela prefeitura e o valor incluído no IPTU. Nas proximidades do hospital Claudionor Roriz terrenos em completo estado de abandono, é um claro mau exemplo de alguns proprietários.

    O transmissor (vetor) da dengue é o mosquito Aedes aegypti, que precisa de água parada para se proliferar. A limpeza dos terrenos e quintais ajuda a evitar o aumento do mosquito.



    Deixe o seu comentário