Porto Velho/RO, 22 Julho 2020 23:23:24

Solano Ferreira

coluna

Publicado: 21/07/2020 às 00h36min

A- A+

Testes com vacinas surgem como esperança de vida

O vírus que apavora o mundo causando milhares de mortes e sequelados poderá ser controlado com vacinas que já estão em testes. O novo..

O vírus que apavora o mundo causando milhares de mortes e sequelados poderá ser controlado com vacinas que já estão em testes. O novo coronavirus é considerado duro na queda e resistente contra medicamentos, mas não resiste ao sabão. Apesar das dúvidas em torno do misterioso micro-organismo letal, duas vacinas em testes no mundo chegam ao brasil, dando esperança de que o momento tenebroso terá dias contados. O Instituto Butantan garante que tem estrutura para produzir lotes suficientes para imunizar a maioria dos brasileiros até o início de 2021.

Uma das vacinas é desenvolvida pela China, o mesmo país onde começou a contaminação mundial pelo novo coronavirus. A outra, testada e aprovada em 1.077 pessoas, é resultado de pesquisa da Universidade de Oxford, Inglaterra. Segundo artigo publicado ontem (20) pela Revista The Lancet, os primeiros ensaios em humanos foram satisfatórios. A vacina chegará ao Brasil para testagem em 5 mil pessoas da Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo. 

A esperança de que os resultados sejam satisfatórios também no Brasil reacende a esperança de um novo normal sem o temor da volta das contaminações em grande escala. E está na hora de uma imunização geral porque a população brasileira, vítima da politização da pandemia, está em risco elevado com a liberação geral do país e as pessoas pensando que o problema acabou. 

O fenômeno do “tudo bem” chegou por aqui, e nas ruas de Rondônia, percebe-se elevado número de pessoas nas ruas, e o que é pior, sem os devidos cuidados que podem prevenir novas contaminações. O momento ainda é delicado e deverá se estender até que haja de fato a imunização da população nacional. Até lá, conviveremos com o medo, com o cuidado e com o descuido. O que todos precisam ter consciência é que, mesmo sendo eficiente, a vacinação com imunização somente ocorrerá no ano que vem. Até lá, todo cuidado se faz necessário. 


Deixe o seu comentário

Arquivos de colunas