Porto Velho/RO, 31 Agosto 2021 11:30:07
Educação

TikTok terá programa para apoiar professores financeiramente

Rede social desenvolverá as ações sob o guarda-chuva da hashtag #AprendaNoTikTok

Por CT
A-A+

Publicado: 26/08/2021 às 16h50min | Atualizado 26/08/2021 às 16h51min

O Tiktok lançará, na próxima quarta-feira (1º), um programa de aceleração para os criadores de conteúdo do segmento educacional selecionados pela plataforma. Pelos próximos dois meses, os escolhidos participarão de workshops para aprender sobre a rede e assuntos relacionados, tais como criar um calendário de publicações, organizar lives, estabelecer um modelo de negócios e desenvolver técnicas de engajamento com a comunidade.

As oficinas também devem ensinar detalhes mais técnicos como iluminação, efeitos especiais, uso de câmeras e técnicas de edição. Como se tornarão influenciadores digitais, a ideia é também orientar a produção de vídeos publicitários e o relacionamento com marcas ou anunciantes.

Em troca, eles deverão cumprir uma série de etapas durante o programa, como a postagem de ao menos 25 vídeos educacionais (e originais) por mês.

Essas pessoas contarão com apoio financeiro e foram previamente escolhidas em razão da qualidade dos conteúdos e da capacidade de mobilizar o público no segmento da Educação Escolar, por meio da resolução de exercícios, dicas de preparo para provas e organização de estudos.

Conteúdos educacionais para todos

A rede social chinesa desenvolverá as ações sob o guarda-chuva da hashtag #AprendaNoTikTok, que já tem mais de 900 milhões de visualizações. O objetivo é fortalecer o uso do TikTok também no ambiente acadêmico e para o ensino à distância, já que hoje o ecossistema é voltado principalmente para o entretenimento.

Com essa iniciativa, a plataforma pode apoiar professores e democratizar o conhecimento, já que mais estudantes poderão ter acesso a conteúdos cobrados em vestibulares ou para o cotidiano. Em maio, a rede lançou essa hashtag no intuito de reunir a temática e apoiar oficialmente a sua disseminação no Brasil.

Essa primeira turma se encerrará no dia 31 de outubro e ainda não há previsão de uma nova. Provavelmente, a companhia deve avaliar os resultados para planejar uma nova rodada com outros criadores de conteúdo. (Canaltech)



Deixe o seu comentário