porto velho - ro, 26 Março 2019 09:20:49

Felipe José

coluna

Publicado: 26/03/2019 às 09h20min

A- A+

Trânsito: Será que as cidades vão aguentar?

A greve dos caminhoneiros não ensinou nada para os motoristas

Ter carro é muito bom, ninguém tem dúvidas disso. No entanto, a falta de censo está visível nos motoristas que sem nenhum tipo de preocupação, lotam cada vez mais as vias públicas brasileiras. Basta andar pelas ruas da sua cidade para perceber o excesso de automóveis e a tamanha falta de educação dos condutores que travam o trânsito, não dão vez para os pedestres e comumente andam sozinhos em seus veículos. Ou seja, sem nenhum carona para justificar de verdade o uso frequente do carro durante a semana.

Foto: Auto Papo

Hoje se fala muito na engenharia de trânsito e nas saídas para o desengarrafamento. No entanto, por mais que se façam vias, as grandes metrópoles enfrentam cada vez mais o inchaço das mesmas. Em São Paulo, por exemplo, existe número e ordem de placa para sair de casa. Isso por que há muitos anos o local já enfrentava o que estamos passando hoje, que é a super lotação de veículos. Funcionou? Sim, mas mesmo assim as vias ainda estão cheias por que muita gente tem carro. No entanto, trouxe para o motorista de lá, a consciência de que dar uma carona pode tirar duas ou três pessoas do trânsito, já que os caronas estão deixando seus carros em casa.

Nas cidades menores e até interiores, o trânsito está ficando cada vez pior. Isso é um reflexo da abertura de mercado e do acesso a compra de automóveis? Sim! Mas, também da falta de consciência e egoísmo dos motoristas que não vão na esquina de suas casas a pé. Ou seja, fazem tudo de carro! A sociedade ficou mal acostumada? Sim! Mas, além disso sem educação, já que ela não pensa nos outros e mais em si próprias. A greve dos caminhoneiros no ano passado e consequentemente o aumento do litro gasolina, foi a maior prova que os brasileiros não são solidários e não fazem nada através do transporte público. Reclamam dele, mas não andam e nem conhecem de verdade como funciona. Tem pessoas que não sabem mais nem ir ao centro da cidade usando eles, inacreditável!

Futuro?

Em tempos de economia complicada vejo pessoas reclamando da falta de oportunidades, mas com dois carros na garagem. Isso mesmo! Não fazem nada sem  carro e abastacem sem reclamar, mesmo com o litro de gasolina caro. Dá para entender isso? Eu realmente não consigo entender. Estamos caminhando para o futuro, onde tudo deveria ser mais fácil e viável. Todavia, a população está crescendo cada vez mais e mesmo com o tamanho “acesso a informação”, os jovens e até as pessoas mais velhas teimam em agir como se não soubessem de nada. Se existe algo a se fazer para conter esse inchaço do trânsito nas cidades brasileiras? Sim! Mas dependerá da consciência de cada condutor. Trânsito: Será que as cidades vão aguentar? A greve dos caminhoneiros não ensinou nada para os motoristas. Até a próxima coluna.


Escreva um comentário

sobre Felipe José de Jesus

Sociólogo, Jornalista, Mestre em Comunicação Social: Jornalismo e Bacharelando em Direito. Como jornalista atuou em diversas editoras como: economia, política e também cultura em jornais impressos e portais. Passou também por assessorias de imprensa privada, prefeituras e em uma secretaria do Governo mineiro. Atualmente apoia o jornal Brasil Agora como editor. Com o mestrado deu aula na ESABI para a disciplina de Metodologia Científica e deu aulas particulares para alunos do curso de Psicologia da Faculdade de Estudos Administrativos de Minas Gerais (FEAD). Atualmente como Sociólogo prestou consultoria para uma ONG desempenhando o trabalho de pesquisas de campo: opinião pública: social e comportamento. Faz parte da Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS) como afiliado e em 2016 prestou serviço de assessoria e planejamento de equipe para partidos políticos nas eleições municipais. Suas vivências acadêmicas passaram pela Faculdade Estácio de Sá (FESBH); Faculdade Polis das Artes (FPA); Universidad Europea Miguel de Cervantes (UEMC) e Universidade Uniesp.

Arquivos de colunas