Porto Velho/RO, 11 Fevereiro 2020 18:25:41
    Educação

    Transporte escolar rural terá gestão descentralizada

    Diretores das escolas e representantes dos conselhos receberão treinamento especial para gerir o sistema.

    Por Redação Diário da Amazônia
    A-A+

    Publicado: 11/02/2020 às 16h50min | Atualizado 11/02/2020 às 18h25min

    Foto: divulgação

    O transporte escolar terrestre da área rural, no âmbito do município de Porto Velho, terá um novo modelo de gestão, conforme anunciou nesta terça-feira (11) o prefeito Hildon Chaves, durante reunião que contou com a presença de representantes da Controladoria Geral da União e do Ministério Público Estadual, além de diretores de escolas rurais e representantes de conselhos escolares.

    De acordo com Hildon Chaves, este novo modelo permite que os serviços sejam descentralizados, evitando a burocracia nos processos de contratação e a superlotação de demandas na Secretaria de Educação (Semed), e oferecendo à comunidade a liberdade de escolher os melhores profissionais para realizarem os serviços. Os diretores e representantes dos conselhos escolares também participarão de uma capacitação para que resolvam, junto à comunidade, os procedimentos de contratação dos monitores e motoristas dos ônibus, através de chamamento público de acordo com a legislação vigente.

    Hildon Chaves mencionou que este novo modelo é uma revolução na educação da zona rural de Porto velho, que vinha passando por dificuldades desde as gestões anteriores. “Hoje estamos descentralizando os serviços para que o transporte rural não chegue em um novo colapso. Agora a fiscalização será feita por diretores, representantes dos conselhos e os pais dos alunos. Não tem como dar errado. Também estamos oferecendo a capacitação dos diretores e membros dos conselhos para que eles contratem os motoristas e monitores da própria comunidade. Este é um novo momento do transporte escolar na Capital”, disse o prefeito.

    O superintendente da Controladoria Regional da União, Miguel Maurício, enfatizou a importância desta mudança no transporte educacional do município. “Este problema já vem se arrastando por muitos anos, antes mesmo da gestão do prefeito Hildon. Eu vim da agricultura e conheço a realidade dos distritos e sei o desafio que é. Vamos encarar isso com responsabilidade e maturidade e que seja realmente um marco na história da educação em Porto Velho”, acentuou.
    Representando o Ministério Público do Estado de Rondônia, o promotor de Educação Alexandre Santiago explanou que este é uma nova etapa do transporte coletivo e agradeceu ao prefeito por sempre informar ao MPRO sobre as decisões, assim contribuindo para a fiscalização junto ao órgão. “A educação não é algo que se deva totalmente ao governo, é algo muito maior e que envolve todo mundo. Hoje estamos encerrando uma página difícil para todos nós. Vamos confiar que estamos iniciando uma nova etapa do transporte escolar. Agradeço o convite para o conhecimento e informação para as fiscalizações de todas as partes”, pontuou o promotor.

    Com informações da Comdecom



    Deixe o seu comentário