porto velho - ro, 25 Agosto 2019 22:09:33

José Luiz

coluna

Publicado: 17/03/2019 às 06h00min

A- A+

Transtornos e prejuízos

Famílias desabrigadas, estradas esburacadas, lavouras consumidas pelas cheias, animais domésticos e selvagens, indistintamente todos são..

Famílias desabrigadas, estradas esburacadas, lavouras consumidas pelas cheias, animais domésticos e selvagens, indistintamente todos são atingidos. O pior virá depois no momento em águas tomarem os seus cursos normais deixando para trás a destruição, a lama, a poeira e os indefectíveis insetos transmissores de doenças. E tem mais: o governo terá que se virar junto as instituições financeiras liberando recursos para que os atingidos pelas cheias recomecem a vida de maneira digna.

Reconhecimento

As ações desenvolvidas pelo Corpo de Bombeiros, Secretaria de Ação Social (SEAS), a Defesa Civil e outros órgãos ligados a assistência social, que vem se desdobrando para atender as famílias afetadas pelas cheias no Baixo Madeira e na periferia de Porto Velho e municípios adjacentes, neste momento crítico merecem um voto de reconhecimento. Essa com certeza não têm sido uma tarefa das mais fáceis, lidar e administrar o sofrimento e angustias de adultos, idosos e crianças.

De Vilhena ao Acre

Marcelo Lucas da Silva e Robson Rizzon, responsáveis pelo sucesso da Central Agrícola, sediada em Vilhena maior distribuidora de sementes, adubos e insumos para agricultura, soja, milho e agora café, estão se instalando no Acre de olho na expansão do agronegócio, na Ponta do Abunã em Rondônia e no estado Vizinho. Segundo, Marcelo Lucas da Silva, trata-se de uma vasta região de terras planas e férteis próprias para agricultura.

Suinocultura

Enquanto isso na região da BR 429, no município de São Miguel do Guaporé, o empresário Rudi de Roos, produtor de soja e milho continua investindo pesado na suinocultura, com tecnologia de ponta. Em Rondônia apenas 25% de carne suíno consumida é produzida no estado, o restante vem de Mato Grosso e Santa Catarina.

Organizando

Na próxima segunda-feira, autoridades ligadas ao setor produtivo de Rondônia, Acre, Mato Grosso do Sul, estarão reunidos no Palácio Paiaguás, sede do governo de Mato Grosso em Cuiabá para discutir e alinhar os rumos dos negócios da carne bovina para União Européia, já que a região está se tornando livre de febre aftosa sem vacinação. Outros temas importantes para economia regional com certeza estarão na mesa de debates.

Os Senepol na 8ª Rondônia Rural Show

O empresário Vagner Álvares, diretor do grupo Taquari Senepol no Acre enviou para o programa “Campo e Lavoura” da Rede TV! Imagens mostrando alguns animais da raça que estarão expostos na 8ª Rondônia Rural Show, em Ji-Paraná de 22 a 25 de maio. A 8ª Rondônia Rural Show, segundo o secretário de Agricultura Evandro Padovani, é o espelho da economia que movimenta a da região Norte.

Gastar a sola dos sapatos

Neste momento de aperto que a grana anda curta para pobres, os abastados sempre conseguem se virar e dar um jeito, o melhor caminho é as madames gastar sola de sapato procurando os estabelecimentos que ofereçam preços mais acessíveis. Em Porto Velho, de um estabelecimento comercial para o outro, os valores dos gêneros de primeira necessidade variam em até 35% Vale a pena gastar a sola do sapato.

Incentivando

O presidente da Associação dos Pecuaristas de Rondônia, empresário Adélio Barofaldi, que esta retornando do Uruguai, onde fora conhecer a alta tecnologia e potencial do rebanho bovino daquele País ao retornar estará neste domingo, assistindo o Grenal, na Arena da Baixada torcendo para o Grêmio é claro. Bom domingo e boa leitura.


Escreva um comentário

sobre José Luiz Alves

José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.

Arquivos de colunas