Porto Velho/RO, 24 Maio 2020 07:59:21
Geral

Jirau oferece 20 mil máscaras para proteção contra a Covid-19

O Projeto contribui para a proteção e segurança dos profissionais de saúde e da comunidade contra o coronavírus

A- A+

Publicado: 22/05/2020 às 15h10min | Atualizado 22/05/2020 às 15h35min

Foto: Divulgação

Em tempos de enfrentamento contra o Coronavírus, o Projeto Costurando o Futuro é uma iniciativa da Usina Hidrelétrica Jirau que chega como um auxílio e traz, além da proteção contra o COVID-19, esperança para muitos nesses tempos difíceis, em que alguns estão perdendo parte ou a totalidade de sua renda.

“Por liberalidade da Empresa, decidimos realizar esta ação que visa a produção e doação de 20 mil máscaras de tecido para as Secretarias de Saúde do Estado de Rondônia e Município de Porto Velho, além de contemplar diretamente a comunidade de Nova Mutum Paraná e região”, declara Júlio Freitas, Diretor Administrativo da Usina Jirau.

Com duração de aproximadamente três meses, o principal objetivo do Projeto é contribuir com a proteção e segurança dos profissionais de saúde e da comunidade contra o coronavírus, mas também vai gerar pelo menos 50 novos postos de trabalho, entre costureiras e funções administrativas, em parceria com a Associação do Observatório Ambiental Jirau, localizado em Nova Mutum Paraná – cidade construída pela Usina, a 120 Km da capital Porto Velho. “Dessa forma, garantimos que toda a geração de renda esteja voltada para a própria comunidade e a parceria vai beneficiar até 10 mil pessoas com a entrega gratuita das máscaras de proteção”, destaca Veríssimo Alves, Gerente de Meio Ambiente e Socioeconomia da Usina Jirau. Veríssimo informa ainda que essa realização conta com recurso financeiro subsidiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES.

Por tudo isso, a Srª Valdirene Costa já comemora por ter sido uma das selecionadas para trabalhar no Projeto. Com a oportunidade de ajudar o próximo e ainda garantir uma renda extra para a família, a profissional que costura há 25 anos diz que se atualiza sempre, inclusive com os cursos oferecidos pelo Observatório Ambiental Jirau, hoje em dia trabalha como autônoma e viu o número de suas encomendas caírem com a pandemia do coronavírus. “Por causa do isolamento social, as pessoas não têm procurado por roupas novas. Estou me sentindo bem feliz em fazer o bem ao próximo de alguma forma e ainda poder ajudar a minha família com uma renda extra, que certamente é de grande importância para nós agora. É maravilhoso poder participar deste projeto”, agradece a Sr.ª Valdirene.

O ganho da ação, contudo, irá além da pandemia. O Projeto Costurando o Futuro contempla a compra de maquinários que serão doados para a Associação visando a continuidade de projetos sociais com a comunidade local. “Posteriormente utilizaremos as máquinas de costura para realizar cursos de capacitação, outros projetos voltados para atender às necessidades da nossa população e até encomendas particulares”, considera Sirley Camacho Ramos, Presidente da Associação do Observatório Ambiental Jirau. (A.I)



Deixe o seu comentário