Porto Velho/RO, 18 Outubro 2021 22:20:10
Diário da Amazônia

Vacinação de cães e gatos contra raiva acontece em mais de 70 locais de Porto Velho neste sábado

A ação acontece das das 8h às 17h30, sem intervalo.

Por Redação Diário da Amazônia
A- A+

Publicado: 25/09/2021 às 09h07min | Atualizado 25/09/2021 às 10h47min

Cachorro recebe vacina antirrábica — Foto: Breno Esaki/Agência Brasília

O Dia D de vacinação antirrábica para cães e gatos acontece neste sábado (25) em Porto Velho. Segundo a prefeitura, mais de 70 pontos de imunização serão disponibilizados em diversos bairros da cidade.

A ação acontece das das 8h às 17h30, sem intervalo. Podem ser vacinados cães e gatos a partir dos três meses de idade que estejam saudáveis.

O gerente da Divisão de Controle de Zoonoses, Thiago Martinho, alerta que a raiva é uma doença letal tanto em animais quanto em humanos, e que a vacinação é essencial para manter o bicho saudável.

Durante a semana a vacinação acontece na sede do Departamento de Controle de Zoonoses, localizada na avenida Mamoré, 1120, das 7h30 às 17h30.

Raiva

A raiva acomete todas espécies de mamíferos, inclusive, seres humanos. Apesar de há muitos anos não haver registro de casos no Distrito Federal, a raiva precisa ser tratada, “pois se trata de uma doença infecciosa de origem viral capaz de levar as vítimas ao óbito em praticamente 100% dos casos”, alerta a Vigilância Ambiental de Zoonoses.

O único caso de raiva humana, no DF, foi registrado em 1978. O último caso diagnosticado em cães foi em 2000 e, em gatos, no ano de 2001.

Segundo os veterinários, em caso de suspeita da doença, é importante deixar o animal em observação durante dez dias, em local seguro, para que ele não fuja e nem ataque pessoas ou outros bichos. Caso não seja possível observá-lo em casa, deve-se encaminhar o animal à Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde.

Os sintomas da raiva no animal são:

  • Excitação
  • Agressividade
  • Medo
  • Depressão
  • Ansiedade
  • Demência

A morte do animal contaminado acontece entre cinco e sete dias após a apresentação dos sintomas. Além de cães e gatos, bois, vacas, coelhos e morcegos também são transmissores da raiva.



Deixe o seu comentário