Diário da Amazônia Nas mídias socias agora é só curtir seguir e assitir!
#EuCurto Diário da Amazônia
Rural

Crédito para ações em assentamentos

Os recursos visam fortalecer as atividades da mulher nas áreas de assentamento.

Por Assessoria
A- A+

Publicado: 17/07/2017 às 05h25min

Mulheres que atuam em assentamentos são incentivadas

Ao acessar o Fomento Mulher, a família estará apta para acessar todas as linhas do crédito instalação.

Parceria firmada entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO) e o Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) proporciona às mulheres dos Projetos de Assentamento da região de Theobroma a oportunidade de fomentar o seu trabalho no campo. Por meio da Linha de Crédito “Fomento Mulher” cada família poderá ser beneficiada com até R$ 3 mil para serem investidos na produção. Os recursos visam fortalecer as atividades da mulher nas áreas de assentamento.

O “Fomento Mulher” é uma linha de crédito disponibilizada pelo Incra em reconhecimento a importância do trabalho feminino no campo, em especial às mulheres da reforma agrária. Os recursos são disponibilizados às mulheres assistidas pela Emater-RO até o valor máximo de R$ 3 mil por mulher assentada em parcela única, a juros de 0,5% ao ano e prazo de um ano para pagamento.

Ao acessar o “Fomento Mulher”, a família estará apta para acessar todas as linhas do crédito, ou seja, terá acesso ao provimento de recursos financeiros em forma de concessão de crédito, a fim de assegurar os meios necessários para instalação e desenvolvimento do projeto. E mais, ao pagar dentro do prazo e em uma única parcela, a assentada poderá obter um desconto de 80% no valor total do crédito, podendo pagar somente R$ 600,00 ao final de um ano, no caso de contrato no valor máximo.

Segundo o extensionista Fernando Leontino Moreira, da Emater-RO, essa linha de credito é apenas para as mulheres titulares e que são domiciliadas no lote. Em Theobroma serão beneficiadas as mulheres dos Projetos de Assentamento Vale Encantado, Lamarca, Primavera e Antônio Conselheiro. “O objetivo é fortalecer, ampliar e diversificar as atividades nessas áreas de assentamentos”, diz o extensionista.

Os projetos para investimento na propriedade são elaborados pelos extensionista da Emater-RO, com aval do Incra, para atender as mulheres nas parcelas que estão em situação, regular de acordo com o Sistema de Informação de Projetos de Reforma Agrária (Sipra). Após liberados, os recursos poderão custear diversas atividades como investimento na agricultura, pecuária e artesanato, entre outros, visando geração de renda, permanência da mulher no campo e melhoria na qualidade de vida das famílias assentadas. (AI)


Escreva um comentário