Diário da Amazônia Nas mídias socias agora é só curtir seguir e assitir!
#EuCurto Diário da Amazônia
Cidades

Postos de saúde já estão imunizando contra gripe

A vacina é oferecida em todas as UBSs, que em Cacoal são nove, incluindo o ambulatório.

Por Assessoria
A- A+

Publicado: 19/04/2017 às 05h15min

É importante apresentar o caderneta de vacina. A campanha segue até o dia 26 de maio

A campanha de vacinação contra a gripe, começou em Cacoal na última segunda-feira (17) e muitas pessoas já procuraram os postos de saúde para a imunização. A Secretaria Municipal de Saúde de Cacoal (Semusa), recebeu pouco mais de 21 mil doses da vacina para imunizar grupos prioritários.

A aposentada Erzy Dias Lopes chegou ao posto de saúde às 6h30, e chegar cedo valeu a pena, pois foi a primeira a pegar a senha e ser atendida. “Gosto de vir nos primeiros dias, pois sou atendida logo e evito o tumulto, sem contar que quanto antes ser vacinada, mais cedo fico protegida contra as gripes fortes”, acredita a aposentada.

A vacina já é oferecida em todas as Unidades Básicas de Saúde, que em Cacoal são nove, incluindo o ambulatório. As salas de vacinação funcionam de segunda a sexta-feira das 8h às 12h30. No dia 13 de maio será realizado o ‘Dia D’ da campanha, quando todos os postos de saúde estarão abertos durante todo o dia.

Dados

Neste ano, a meta do município de Cacoal é imunizar mais de 20 mil pessoas contra a gripe. Em 2016, Cacoal registrou 12 casos suspeitos da gripe H1N1. Desses, apenas quatro foram confirmados. Com a imunização a Secretaria Municipal de Saúde espera diminuir os casos mais graves da doença.

“A cada campanha a vacina da gripe passa por modificações, o Ministério da Saúde se preocupa em observar as formas da doença durante o ano, para que no ano seguinte ela passe a proteger novos vírus mais predominantes”, explicou a coordenadora de vigilância em saúde Ivani Gromann.

Prioritários

As pessoas que se encaixam nos grupos prioritários e têm direito a vacina são: gestantes, puérperas até 45 dias após o parto; crianças de 06 meses a menores de 5 anos; trabalhadores da saúde; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com mais de 60 anos; povos indígenas, e portadores de doenças crônicas.

Os professores que pela primeira vez foram incluídos nos grupos prioritários já foram vacinados, porém caso algum tenha perdido o período de vacinação, a secretaria disponibilizará uma nova data para a imunização desse público.


Escreva um comentário