Porto Velho/RO, 21 Outubro 2020 10:39:55

ChagasPereira

coluna

Publicado: 21/10/2020 às 10h28min | Atualizado 21/10/2020 às 10h32min

A-A+

A juventude precisa de boas referências

Os jovens são dominados pela superficialidade que os influencia a seguir caminhos tortuosos e perigosos.

Todos nós temos consciência de que vivemos em um mundo caótico, poluído, corrupto, contaminado e sem grandes perspectivas. Esse ambiente tem sido nocivo para todos, mas tem afetado principalmente a juventude, que caminha sem rumo, sem referências. Apesar de inteligentes para tomar decisões, os jovens são dominados pela superficialidade que os influencia a seguir caminhos tortuosos e perigosos. Faltam boas referências que os encaminhe ao rumo certo. Infelizmente, essa falta de referências tem sido uma realidade no próprio ambiente familiar. Não quero aqui criticar ninguém. Aliás, não me cabe julgar ninguém porque sou um pecador que também falha e precisa do amor e do perdão de Deus. Mas, é necessário que meditemos e reavaliemos as nossas condutas enquanto filhos, pais, avós, esposos e esposas, e amigos.

A falta de referências na família é apenas um detalhe, importante por sinal. Isso, no entanto, pode estar contribuindo para que os nossos jovens sejam influenciados, fora de casa, e levados aos caminhos sem volta. O tráfico de entorpecentes tem sido uma das drogas mais poderosas e influenciadoras. Mas, também existem os chamados ídolos (cantores, atores e jogadores de futebol) que influenciam de forma negativa. Sem mencionar os amigos que atuam como influenciadores do mal. São pessoas, cujo caráter e estilo de vida em nada contribuem para melhorar a vida de outros, especialmente dos jovens. Isso é preocupante porque os nossos jovens precisam de boas referências que possam direcioná-los aos caminhos das virtudes.

A juventude precisa de referências de qualidade em termos de comportamento, de respeito, de honestidade, de humildade, de caráter. Você pode até discordar, mas eu faço questão de alertar que nós precisamos ser boas referências aos nossos jovens. Precisamos exercer a liderança construtiva por meio do nosso comportamento, do nosso exemplo, das nossas atitudes, das nossas ações, das nossas palavras, da nossa comunhão com Deus. Precisamos agir para redirecionar os nossos jovens. Nós precisamos ser suas boas referências. Pensemos nisso!


Deixe o seu comentário

sobre Chagas Pereira

Com mais de 40 anos de atuação no segmento da comunicação em Rondônia, Chagas Pereira é jornalista, radialista, consultor e palestrante.

Arquivos de colunas