porto velho - ro, 20 Março 2019 18:02:34

Felipe José

coluna

Publicado: 26/11/2018 às 09h15min

A- A+

Faça mais por você: Não dedique tanto o seu tempo para os outros

Às vezes é bom olhar para o próprio umbigo

Em alguns momentos da vida depositamos todas as nossas expectativas e energias em algumas situações, como, trabalho, estudos e geralmente os relacionamentos ou mesmo amizades. Mas, em que ponto erramos nessa dedicação total para as pessoas? Seria em acreditar muito no que elas dizem, ou por percebermos que elas acabam se dedicando mais para suas coisas do que para nós? Na verdade o erro não está tanto em fazer pelos outros, mas em nos “anularmos sem querer”, deixando nossos sonhos de lado por causa dos outros.

Os sonhos das pessoas nem sempre refletem no que queremos para nós mesmos e demoramos às vezes para perceber isso. No trabalho, por exemplo, nos dedicamos para ajudar os chefes na esperança de que seremos de fato valorizados, mas a realidade é que eles não se importam muito com isso. Desde que o serviço saia da forma que eles querem e os resultados sejam alcançados, está tudo bem. Nos estudos, fica claro que os mestres apenas nos passam o que precisamos saber para nossa formação, pois na realidade sabem que seremos os seus “próximos concorrentes”. Já nos relacionamentos afetivos a situação também não é muito diferente. Quando nos dedicamos demais, acabamos depositando os sonhos em “terras incertas” e às vezes as expectativas não são as que esperávamos.

Sendo assim, fica claro que devemos sempre fazer as coisas preocupados com a gente mesmo. Os familiares, por exemplo, (prioridade para muitas pessoas) são importantes, mas como quaisquer cidadãos, estão preocupados às vezes com os seus interesses, não se engane. Sejam pais ou irmãos, se tiverem tido problemas “pessoais” em seu passado, como, abandono ou mesmo rejeição, não acredite muito que eles serão diferentes com você que é filho ou irmão. Se essa situação foi mal resolvida no passado, eles se preocuparão sempre com os seus problemas pessoais e angústias mal resolvidas e não muito com você. Falo isso por experiência. Desta forma, não se iluda, pois, pais e irmãos também são seres humanos.

Você é importante 

Desta forma, cuide sempre de você mesmo. Faça as coisas pensando em você e em como construir caminhos que podem te fazer uma pessoa melhor. Não acredite tanto no próximo e lembre-se que aqui nessa sociedade, fazemos algumas coisas em conjunto, mas nem sempre com os mesmos objetivos. Ou seja, não deixe de olhar e estender a mão para os outros, mas lembre-se que você é uma pessoa importante e que tem que vir também em primeiro lugar. Você não estará sendo egoísta, acredite nisso! Apenas tenha em mente que sua vida é você mesmo que faz. Seja feliz com os outros, mas acima de tudo, com você mesmo. Faça mais por você: Não dedique tanto o seu tempo para os outros. Às vezes é bom olhar para o próprio umbigo.


Escreva um comentário

sobre Felipe José de Jesus

Sociólogo, Jornalista, Mestre em Comunicação Social: Jornalismo e Bacharelando em Direito. Como jornalista atuou em diversas editoras como: economia, política e também cultura em jornais impressos e portais. Passou também por assessorias de imprensa privada, prefeituras e em uma secretaria do Governo mineiro. Atualmente apoia o jornal Brasil Agora como editor. Com o mestrado deu aula na ESABI para a disciplina de Metodologia Científica e deu aulas particulares para alunos do curso de Psicologia da Faculdade de Estudos Administrativos de Minas Gerais (FEAD). Atualmente como Sociólogo prestou consultoria para uma ONG desempenhando o trabalho de pesquisas de campo: opinião pública: social e comportamento. Faz parte da Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS) como afiliado e em 2016 prestou serviço de assessoria e planejamento de equipe para partidos políticos nas eleições municipais. Suas vivências acadêmicas passaram pela Faculdade Estácio de Sá (FESBH); Faculdade Polis das Artes (FPA); Universidad Europea Miguel de Cervantes (UEMC) e Universidade Uniesp.

Arquivos de colunas