Porto Velho/RO, 12 Abril 2020 06:00:15

JoséLuiz

coluna

Publicado: 12/04/2020 às 06h00min

A-A+

Governador mostrou equilíbrio ao cancelar Rondônia Rural Show

Decisão equilibrada! Ao decidir cancelar a 9ª Rondônia Rural Show, 2020, o governador Marcos Rocha, mostrou equilíbrio diante do..

Decisão equilibrada!

Ao decidir cancelar a 9ª Rondônia Rural Show, 2020, o governador Marcos Rocha, mostrou equilíbrio diante do momento desafiador que vem sacudindo a saúde deste estado e do País com a presença assustadora do “Coronavírus”.  Diante da pandemia que ainda não se sabe com clareza quais os rumos devem tomar, o governador agiu com serenidade ao preservar primeiro a saúde das pessoas, idosas, de meia idade, jovens e crianças, pois, na economia, os prejuízos materiais podem ser recuperados lá na frente, porém a vida das pessoas não tem retorno.

Assustador!

Enfrentar uma quarentena de 15 dias hibernado em casa se resguardando da possível presença do inimigo invisível o “Coronavírus” não é uma tarefa das mais fáceis. Chega ser assustador, o ar se torna irrespirável, a leitura de bons livros não é suficiente, as noticias tornam-se repetitivas os raros contatos com as pessoas vão gerando uma refrega espiritual difícil de transcrever. Os costumes e as convivências sociais, entre as pessoas depois deste vírus não será mesma.

Nem tudo está perdido!

Se o comércio, indústrias e pequenas empresas já estão amargando prejuízos, algumas inclusive ameaçando quebrar e outras enxugando a folha de pagamentos, o agronegócio velho de guerra continua mantendo a economia de pé mostrando que apesar dos incontáveis prejuízos nem tudo está perdido. A produção de carne, soja e milho mantiveram em peixe, ao lado da agricultura familiar sustenta quem vive e produz no campo abastecendo as áreas urbanas.

Carência aos produtores rurais!

A direção do Banco da Amazônia (BASA) que tem na presidência o rondoniense Valdeci Tose, decidiu oferecer aos clientes empresários e agricultores, inclusive aos pronafianos, uma carência de seis meses para que o setor produtivo consiga organizar suas finanças neste período critico de “Coronavírus”. De outra parte, o superintendente da instituição no estado de Rondônia, Wilson Evaristo frisa que todas as operações prosseguem normalmente.

Na outra ponta

Antecipando recursos para agricultora familiar, a direção do Banco do Brasil, em Brasília liberou na semana passada R$ 100 milhões para custeio e investimentos em Rondônia, este setor movimenta mais de 85 mil famílias no campo. Para Edson Lemos superintendente regional não faltará recursos para o plano safra 2020/2021.

Retornando

Depois de uma quarentena de 15 dias me escondendo do “Coronavírus” estou retornando com o programa “Campo e Lavoura” na Rede TV! A partir do próximo dia 18 aos sábados das 7: 00 às 8:00, sempre com informações voltadas ao homem do campo. Boa leitura e bom final de semana.

 


Deixe o seu comentário

sobre José Luiz Alves

Colaborador do Diário da Amazônia - José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.

Arquivos de colunas