Porto Velho/RO, 12 Dezembro 2019 08:10:45
    Polícia

    Homem que matou a própria mãe a facadas premeditou o crime

    Com a mãe morta, Eleandro afundou a lâmina da faca usando o pé

    Por Folha do Sul Online
    A-A+

    Publicado: 28/07/2019 às 10h36min

    São chocantes dos detalhes do crime que abalou Vilhena e o Cone Sul na tarde de sexta-feira (26): um homem de 35 anos, com problemas mentais, matou a própria mãe a facadas no bairro Jardim Primavera.

    Ao ser preso, Eleandro Eduardo (FOTO) confessou que premeditou o crime, porque não queria ser levado ao hospital pela mãe. Ele também disse que usou maconha horas antes da tragédia, e uma porção da droga foi encontrada em seu quarto pela polícia.

    O depoimento do pai do assassino confesso, João Eduardo, 61 anos, revelou um ato espantoso do filho: após deixar a lâmina da faca usada no crime cravada no peito da mãe, ele ainda afundou mais o objeto com o pé, enquanto segurava o cabo da arma.

    Indiciado por feminicídio, Eleandro já foi levado para a Casa de Detenção de Vilhena. Tremendo muito, ele preferiu ficar calado durante o interrogatório na polícia.

    “A MÃE TE AMA”

    De acordo com uma vizinha do autor do homicídio, que morava com o pai, antes de ser esfaqueada, Marta Correia de Andrade, 60 anos, residente em outra casa, ainda teria tentado convencer o filho a ir para o tratamento: “a mãe tá indo com você ao médico porque te ama”.

    Segundo o laudo que aponta as causas da morte, a idosa levou uma facada que a atingiu no coração e outra na região do pescoço, que rompeu a artéria. “Não havia como ela sobreviver”, disse ao site um policial civil que esteve na casa onde aconteceu a tragédia.

    INIMPUTÁVEL

    Para um experiente policial que atua no caso, Eleandro é mesmo inimputável, condição de quem, segundo a lei, não tem discernimento dos atos que prática. Mas, somente um laudo psiquiátrico poderá atestar ou desmentir essa suspeita.



    Deixe o seu comentário