porto velho - ro, 15 Dezembro 2018 00:45:36
Geral

Mulher se mata após médico retirar ovários sem autorização

Um cirurgião do Reino Unido está sob investigação depois de remover os ovários de uma mulher sem o seu consentimento. A paciente,..

Por BBC
A- A+

Publicado: 11/10/2018 às 16h19min

Se preferir, ouça a versão em áudio

Foto Shutterstock

Um cirurgião do Reino Unido está sob investigação depois de remover os ovários de uma mulher sem o seu consentimento. A paciente, Lucinda Methuen-Campbell, de 58 anos, se matou dois anos depois da operação.

Anthony Dixon, cirurgião e consultor do Spire Healthcare, em Bristol (Inglaterra), supostamente removeu os ovários de Lucinda durante um procedimento para tratar um distúrbio intestinal em 2016, de acordo com a BBC.

A paciente, que na época tinha 54 anos, disse à BBC antes de sua morte que a remoção de seus ovários nunca foi mencionada. “Ele falou que achava que tinha me feito um favor”, contou. “E ele disse: ‘Eu achei que uma mulher da sua idade não precisaria dos ovários’. Eu perguntei: ‘Por que você os removeu?’ e ele apenas respondeu: ‘Eles estavam no caminho’”.

Segundo a BBC, o legista Aled Gruffydd afirmou que a cirurgia e remoção de ovário levaram a paciente a cometer suicídio. “A operação na Sra. Methuen-Campbell não teve sucesso e piorou sua dor. Isso afetou sua saúde mental”, afirmou ele. “A dor que ela estava a levou a tirar a própria vida.”

Ela teria deixado um bilhete para seu filho de 19 anos que dizia: “Sinto muito, Angus. Eu te amo, o melhor filho de todos os tempos”. Angus também disse à BBC que sua mãe “estava com muita dor depois das operações e ficou muito chateada que seus ovários foram removidos”.

O cirurgião que fez o procedimento foi suspenso de dois hospitais em Bristol e está sendo investigado pelo England’s National Health System, pelo General Medical Council, e pelo North Bristol NHS Trust.

A WH EUA entrou em contato com a Spire Healthcare para comentar, mas não recebeu uma resposta.

O diretor médico do North Bristol NHS Trust, Chris Burton, disse à BBC: “É muito importante investigarmos o assunto por completo. Seria inadequado comentarmos detalhes específicos enquanto nossas investigações estão em andamento”. Ele, no entanto, confirmou que atualmente Dixon não está prestando serviços clínicos em nenhum hospital.



Escreva um comentário