porto velho - ro, 26 Maio 2019 01:24:14

José Luiz

coluna

Publicado: 03/03/2019 às 06h00min

A- A+

Nem as chuvas impedem

Mais de 400 carretas durante 24 horas faça chuva ou sol, num verdadeiro vai-e-vem descarregam centenas de toneladas de soja no porto..

Mais de 400 carretas durante 24 horas faça chuva ou sol, num verdadeiro vai-e-vem descarregam centenas de toneladas de soja no porto público, na capital seguindo pelo rio Madeira em barcaças com destinado a Itacoatiara no Amazonas. Nem as chuvas inclementes que tem castigado a região Norte impedem que as carretas bi trem com até 72 toneladas de soja cumpram a missão de transportar progresso e desenvolvimento, gerando emprego e renda no campo e nas áreas urbanas.

Gado senepol e girolando

As principais atrações bovinas na 8ª Rondônia Rural Show, devem ficar por conta dos animais da raça senepol para a produção de carne, do grupo Taquari no Acre e do Sitio Dom Henrique de Porto Velho com animais da raça girolando para a produção de leite. Até o momento mais de 300 empresas já estão cadastradas e com espaços reservados para expor desde implementos agrícolas a pequenos animais neste que já é considerado o maior evento do agronegócio na região Norte.

Atropelando os nativos

O governo Federal concedeu autonomia aos estados da região Norte regulamentando a produção de Tilápia. Em Mato Grosso, Tocantins, Goiás e Distrito Federal já estão produzindo e comercializando essa espécie considerada exótica, mas que tem boa aceitação no mercado externo, no Sul e Centro sul do País. Pará e Maranhão devem ser os próximos estados a obter a regularização para a produção de Tilápia em cativeiro. A produção de Tilapia em alta escala vai atropelar a criação de espécies nativas, que levam um ano para alcançar o peso ideal para despesca, enquanto a Tilápia pode ser feita duas despesca ao ano.

Agricultura familiar

A Coordenadoria de Agricultura Familiar da Secretaria de Agricultura e Pecuária (Seagri), sob a batuta do zootecnista Victor Paiva vem se desdobrando na contribuição e incentivo para fixar os pequenos produtores rurais em suas áreas de origens fortalecendo a rede de comercialização. O trabalho tem como objetivo estimular o cooperativismo e associativismo, promovendo hábitos de alimentação saudáveis em nível rural e urbano, acima de tudo melhorando a renda de quem produz no campo.

Aos pequenos

O Banco do Povo, ampliando os financiamentos para pequenos e micros empreendedores rurais e urbanos, agora pode financiar até R$ 30 mil. Até então os financiamentos liberados podiam ser de R$ 300 a 10 mil, dependendo da atividade. No entanto, uma lei apresentada pelo ex-governador Daniel Pereira e aprovada pela Assembleia Legislativa ampliou estes valores dando um empurrãozinho nos empreendedores.

Suinocultura

O deputado Cirone Deiró (Podemos), trabalha para a liberação de uma emenda parlamentar no valor de R$ 2 milhões para ser aplicada através da Secretaria de Agricultura (Seagri) em investimentos na melhoria da suinocultura rondoniense. O estado produz apenas 25% da carne de suíno que consome, o restante vem de Mato Grosso e Santa Catarina, existe espaço de sobra para ampliar criação em Rondônia.

Inflação

As fortes chuvas em Rondônia não castigam somente os grandes produtores rurais que dependem das principais rodovias. Os produtores de legumes e hortaliças também estão sentindo os efeitos das chuvaradas. Os consumidores sentem no bolso a inflação que atinge os produtos hortifrutigranjeiros, basta visitar as feiras livres para constatar.


Escreva um comentário

sobre José Luiz Alves

José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.

Arquivos de colunas