Porto Velho/RO, 02 Março 2024 15:54:19
SAÚDE

Programa Brasil Saudável: Porto Velho e Machadinho D’Oeste se destacam como prioridades em Rondônia

Programa pioneiro do governo federal visa combater problemas de saúde pública em áreas de maior vulnerabilidade social.

Por Natália Figueiredo Diário da Amazônia
A- A+

Publicado: 09/02/2024 às 11h58min | Atualizado 09/02/2024 às 12h29min

Foto: Mré Gavião /Ascom MP

O Brasil tornou-se o primeiro país do mundo a implementar uma política governamental voltada para a eliminação ou redução de 14 doenças e infecções que afetam intensamente populações em situação de vulnerabilidade social. O programa, denominado Brasil Saudável, foi lançado pelo governo federal nesta quarta-feira (7), após a assinatura de um decreto pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela ministra da Saúde, Nísia Trindade, durante a visita do diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom, ao Brasil.

O Comitê Interministerial para a Eliminação da Tuberculose e Outras Doenças Determinadas Socialmente (CIEDDS) identificou 175 cidades prioritárias, devido à alta carga de duas ou mais doenças, fundamentais para a erradicação como problema de saúde pública. Em Rondônia, as cidades de Porto Velho e Machadinho D’Oeste terão destaque inicial no programa.

Entre 2017 e 2021, mais de 59 mil pessoas no Brasil perderam a vida devido a doenças determinadas socialmente. O Brasil Saudável visa eliminar a malária, doença de Chagas, tracoma, filariose linfática, esquistossomose, oncocercose, geo-helmintíase, além de cinco infecções de transmissão vertical (sífilis, hepatite B, doença de Chagas, HIV e HTLV). Além disso, busca cumprir metas da OMS para tuberculose, hanseníase, hepatites virais e HIV/aids.

O programa surgiu do CIEDDS, criado em abril de 2023, evidenciando o compromisso do governo brasileiro com o fim de doenças perpetuadas pela pobreza, fome e desigualdades sociais. A abordagem envolve políticas públicas intersetoriais para garantir equidade em saúde e redução das iniquidades.

Ação Coordenada

O Ministério da Saúde e 13 ministérios federais atuarão no enfrentamento à fome e pobreza, ampliação de direitos humanos, qualificação de profissionais e sociedade civil, inovação científica, e infraestrutura. A expectativa é reduzir riscos de adoecimento em grupos vulneráveis, garantindo tratamento adequado com menor custo.

O Brasil Saudável, coordenado pelo Ministério da Saúde, terá parcerias com movimentos sociais e organizações civis para implementar ações nos municípios prioritários. Detalhes do programa estão disponíveis em uma página especial no portal do Ministério da Saúde (LINK).



Deixe o seu comentário