Diário da Amazônia Nas mídias socias agora é só curtir seguir e assitir!
#EuCurto Diário da Amazônia
Esporte

Em partida sem final, VEC sai na frente mas sofre virada

Time deixou o campo antes do apito final

Por Folha do Sul Online
A- A+

Publicado: 15/04/2018 às 11h03min | Atualizado 15/04/2018 às 11h04min

Foto: Rogério Perucci

 

Gol do time da casa. Cachorro invadindo o campo. Gol anulado. Pênalti questionável. Virada do time visitante. Expulsões. Confusão. Time da casa deixa o gramado antes do término da partida. Teve de tudo a jogo entre VEC e Genus no Estádio Portal da Amazônia pela quarta rodada do returno do Campeonato Rondoniense 2018.

Com a bola rolando o VEC fez um melhor primeiro tempo e abriu aos 8 minutos de jogo em uma bela jogada de Robinho pela direita chegou a linha de fundo e cruzou na área, Marco Aurélio chegou tocando com o pé esquerdo para o fundo das redes.

Aos 12 foi a vez do Genus levar perigo ao gol do VEC com Deivid que fez jogada pelo meio e arriscou da entrada da área. A bola desviou no defensor e passou rente a trave.

No segundo tempo foi o Genus que voltou melhor e criou boas chances, obrigando os defensores do VEC e fazerem sucessivas faltas. E foi de uma cobrança de falta aos 12 minutos que saiu o gol de empate do Genus. A bola alçada na área o zagueiro Jobert subiu mais do que os defensores e marcou de cabeça.

Um minuto depois o VEC balançou as redes do Genus, também em cobrança de falta, mas a arbitragem marcou falta no goleiro Gabriel Sarges e anulou o gol do Lobo, causando muita reclamação dos jogadores do VEC.

Por volta dos 10 minutos um cachorro entrou em campo. O jogo foi paralisado. Após o bicho driblar alguns jogadores acabou dominado pelo camisa 2 do VEC, Jair, que o retirou de campo.

Aos 20 minutos foi a vez de Jair deixar o campo. O lateral fez uma falta forte, recebeu o segundo cartão amarelo e por consequência o vermelho. Mais reclamações dos jogadores do VEC que cobravam do árbitro que uma falta semelhante instantes antes teria ficado apenas na advertência ao jogador do Genus.

O jogo seguiu e aos 27 Alemão chegou a área de Gabriel Sarges que evitou o gol. Na saída rápida do goleiro o Genus chegou a área do Lobo com Charlinho que chutou forte e o goleiro Railson espalmou, na sequência nova finalização e nova defesa do goleiro do VEC que ainda defendeu a terceira finalização em seguida do ataque o Genus.

Aos 33 após cobrança de escanteio que o VEC puxava o contra-ataque, a arbitragem assinalou um pênalti que foi seguido que muita reclamação dos jogadores do time da casa. Aos 35 Deivid cobrou e virou para o Genus.

Aos 40 em uma disputa de bola o árbitro viu uma cotovelada de Marco Aurélio no adversário e expulsou o atacante do VEC. Foi a gota d’água. Os atletas do VEC foram para cima do árbitro que pediu proteção dos policiais. Depois de algum tempo o diretor do VEC pediu para que seus atletas deixassem o campo. A confusão continuou e não houve mais jogo. Depois de longos minutos, a quarteto de arbitragem deixou o gramado do Portal da Amazônia escoltado pela polícia.

Com a derrota o VEC continua com três pontos na última colocação do returno e com 12 na classificação geral, é o primeiro fora da zona de rebaixamento. Já o Genus subiu para a quarta posição, tanto do returno quanto geral.
O próximo compromisso do VEC será na quarta-feira, 18, contra o Barcelona, no Estádio Portal da Amazônia. Já o Genus enfrenta o Rondoniense no Aluízio Ferreira no dia 21 de abril.



Escreva um comentário