porto velho - ro, 15 Outubro 2019 18:45:47
    Cidades

    Denuncia: Neta de idosa encontrada morta no último domingo

    O caso ocorreu no distrito de Porto Velho, Abunã, a neta pede que a SESDEC exija clareza e rapidez nas investigações.

    A- A+

    Publicado: 15/08/2019 às 15h00min | Atualizado 18/09/2019 às 14h38min

    Denuncia: neta de idosa encontrada morta no último domingo, no distrito de Porto Velho, Abunã, pede que a sesdec exija clareza e rapidez nas investigações, de acordo com laudo pericial, a idosa foi vítima de espancamento, a perícia também aponta indícios de que ela tenha sido estuprada.

    Cento e vinte horas após receber a trágica notícia da morte da avó, para esse pedido de justiça.

     Ângela cortes de Moraes, 62 anos foi encontrada morta dentro do quarto, na casa em que vivia em Abunã, a 218 quilômetros de porto velho. No boletim de ocorrências consta que que Ângela teria sido espancada. Também comprava a suspeita de que a idosa tenha sido estuprada.

     Na noite do crime, a Ângela chegou a comunicar vizinhos de que havia escutado batidas na porta.  Diante do relato, eles fiscalizaram o quintal dela que não tem cerca e muro, porém não chegaram a constatar a presença de nenhuma pessoa, a idosa se despediu deles e retornou para dentro da residência, horas depois seria achada morta por outra neta.

     Já janela que dava acesso ao quarto da idosa estava com a tela de proteção para os mosquitos rasgada, o que pode indicar que o possível assassino tenha entrado e deixa a casa por ela, não a sinal.

     Existe a suspeita de o crime envolva mais de uma pessoa, inconformada, a neta da vítima pede para que os vizinhos que temem pela sua segurança ajudem nas investigações, a vítima segundo laudo pericial ainda lutou para não morrer.

     Por enquanto a polícia trabalha ouvindo as últimas pessoas que estiveram com a idosa. Com receio de que o crime caia na impunidade, a neta de Ângela apela para a secretária de estado da justiça, na esperança de que as investigações sejam concluídas e o caso elucidado o mais rápido possível.

    CONFIRA A REPORTAGEM NA INTEGRA:



    Escreva um comentário