porto velho - ro, 14 Julho 2019 15:14:40
Variedades

10 apelidos românticos que seriam ofensa no Brasil

Algumas expressões de afeto são comuns em muitas línguas, como “querido(a)”, “meu amor” e “anjo”. Mas, para alguns apelidos..

Por Bula
A- A+

Publicado: 12/06/2019 às 10h26min

Se preferir, ouça a versão em áudio

Algumas expressões de afeto são comuns em muitas línguas, como “querido(a)”, “meu amor” e “anjo”. Mas, para alguns apelidos carinhosos pode ser difícil encontrar uma tradução adequada. Na França, por exemplo, se você chamar alguém de “honey” (mel), algo normal dos Estados Unidos, a pessoa pode achar que está sendo chamada de grudenta ou sentimental. Mas, se você disser “petit chou” (repolhinho), será uma grande demonstração de carinho. A verdade é que, independente da cultura, os casais apaixonados são criativos e adoram inventar expressões inusitadas. A Revista Bula reuniu em uma lista dez apelidos românticos estranhos que são usados ao redor do mundo.

Repolhinho
Na frança, os namorados se referem um ao outro como “petit chou” (repolhinho). A palavra “chou” dá a ideia de algo pequeno e redondo, além de descrever uma massa usada em clássicos da confeitaria francesa, como os profiteroles. Por isso, quando os franceses chamam alguém de “repolhinho”, estão querendo dizer o mesmo que “fofo” ou “doce”.

Camundongo
Aqui no Brasil, chamar alguém de “rato” pode ser uma ofensa. Mas, para os alemães, é um apelido carinhoso. Eles usam a palavra “maus” para se referir à pessoa amada. Na verdade, eles pensam em camundongos fofinhos, pequenos, de estimação. Embora pareça desagradável, para os alemães é uma ótima forma de demonstrar amor.

Ovo com olhos
No Japão, as mulheres são chamadas frequentemente de “tamago gata no kao”, o que significa ovo com olhos. Ainda que pareça estranho, é um grande elogio, pois ter um rosto oval é considerado algo muito atraente na cultura japonesa. No país, é comum as mulheres usarem adesivos para afinar as bochechas e deixarem o rosto mais oval.

Torrão de açúcar
Assim como os brasileiros falam “docinho” e os norte-americanos usam ‘honey” (mel) como apelido carinhoso, os espanhóis se referem à pessoa amada como “terrón de azúcar”, referindo-se aos cubos de açúcar usados para adoçar chá ou café. Aparentemente, esse é um apelido bem piegas, que deve ser usado com moderação.

Minha pulga
“Ma puce” (minha pulga), em francês, significa o mesmo que “queridinho(a)” ou “amorzinho”. Uma teoria sugere que a expressão está ligada à relação histórica entre humanos e pulgas, já que, em tempos passados, remover pulgas do outro era considerado um ato de cuidado e carinho compartilhado entre pessoas íntimas.

Gazela
Na poesia árabe, há muitas comparações entre belas mulheres e gazelas. De acordo com os poetas, os homens, geralmente chamados de caçadores, podem morrer de amor com apenas um olhar fatal de uma gazela. Por isso, se um pretendente diz à mulher que ela tem “olhos de gazela”, significa que ele foi enfeitiçado pelo seu olhar.

Peixe afogado, ganso caído
Na China, conta-se a lenda de uma mulher que era tão bonita que, ao olhar para os peixes, eles ficaram deslumbrados, se esqueceram de nadar e se “afogaram”. Da mesma forma, os gansos deixaram de voar e caíram. Por isso, quando um chinês quer elogiar a beleza de uma mulher, ele se refere à lenda usando a expressão “Chen yu luo yan”, que significa “peixe afogado, ganso caído”.

Pombinho
Os russos usam a palavra “golubchik” (pombinho) ou golubshka (pombinha), como um apelido carinhoso para as pessoas amadas. A tradução eslava da bíblia foi uma grande influência na formação da língua russa, então acredita-se que o apelido tem origem no “Cântico dos Cânticos”, livro do Antigo Testamento, no qual o narrador chama sua mulher de “minha pomba”.

Gordo(a)
Enquanto chamar alguém de gordo pode ser inaceitável no Brasil, essa expressão é usada em relacionamentos amorosos no Equador e não há nenhuma malícia nisso. Na realidade, os equatorianos não estão se referindo ao peso. Quando eles chamam alguém querido de “gordo” ou “gorda”, estão dizendo que a pessoa é bonitinha, fofinha.

Ervilha doce
Na Inglaterra, “sweet pea”, que literalmente significa “ervilha doce”, é um apelido comum entre os casais de namorados. Além de lembrar algo pequeno e fofinho, a expressão também quer dizer que o outro é doce, agradável. É o mesmo que dizer “meu docinho” aqui no Brasil, ou “sweety” nos Estados Unidos.



Escreva um comentário