Porto Velho/RO, 10 Dezembro 2019 07:20:23
    Geral

    Corpo de Bombeiros investiga causa de incêndio em comércio

    Incêndio teve início na noite da sexta-feira (9). Moradores falam de angústia e desespero ao perceber o fogo se aproximando das residências.

    Por G1 Ro
    A-A+

    Publicado: 10/08/2019 às 15h08min

    Incêndio em galeria de comercio na zona central de Porto Velho — Foto: Iule Vargas / Rede Amazônica

    O incêndio que atingiu imóveis comerciais e algumas residências e na área central de Porto Velho, na noite da sexta-feira (9), foi controlado, segundo o Corpo de Bombeiros. Moradores que tiveram as casas atingidas pelo fogo relatam momentos de angústia.

    De acordo com testemunhas, o incêndio teve início em um depósito por volta das 18h de sexta-feira (9) e atingiu algumas casas ao redor.

    Segundo informações preliminares, as chamas atingiram sete casas e parte das estruturas da escola estadual Murilo Braga, que fica na avenida Brasília, esquina com avenida 7 de Setembro.

    “Quando chegamos o prédio todo já estava tomado. Não conseguimos fazer o combate pela frente, pois estava com risco de desabar. Como o fogo atingiu a fiação elétrica, que entrou em curto-circuito, acionamos a equipe da Ceron. Enquanto isso, fazíamos o combate pela lateral”, explica um dos bombeiros que trabalharam para apagar o fogo.

    Sérgio Paulo estava visitando a mãe de 90 anos, que mora ao lado do depósito, e disse que o momento quando percebeu o incêndio foi de desespero.

    “Foi por volta das 18h30 que tudo começou. Eu estava visitando minha mãe e estávamos sentados aqui na frente de casa e conversando. Foi quando vimos que começou o incêndio. Foi desesperador. Saímos correndo”, conta.

    Outra moradora vizinha do local, Claudia Marcele, relembra os momentos de terror vivenciados na noite de sexta-feira.

    “A minha prima viu o fogo saindo pelo prédio. Ela pegou a neném dela enquanto o meu primo a mãe dele, que é idosa, e eles vieram me pedir socorro. Chamamos os bombeiro, mas até então achamos que não era nada. Mas foi quando a gente viu a fumaça preta que em questão de minutos já eram labaredas que estavam tomando conta de tudo, que acionamos os bombeiros”, lembra.

    Já era madrugada, segundo Claudia, quando a família resolveu ir para dentro da casa novamente, no entanto ela relata que novamente as chamas toram conta do local.

    “Às 4h resolvemos entrar, mas o fogo começou de novo. Jogamos a água da piscina para tentar controlar o fogo, enquanto esperávamos o Corpo de Bombeiros. A nossa preocupação continuou até todo o foco cessar”, conta.

    O Corpo de Bombeiros informou que na manhã deste sábado (10) já não há mais focos de calor no local.

    Ao G1, a Defesa Civil Municipal informou que a vistoria no local será realizada após a liberação do Corpo de Bombeiros.

    A Ceron informou em nota que religou a energia na região por volta das 19h40. Tendo apenas a energia de uma empresa religada às 4h. Na manhã deste sábado a Ceron ainda realizou a troca do que pegou fogo e isoladores que podem ter sido danificados.



    Deixe o seu comentário