porto velho - ro, 07 Novembro 2019 12:45:25
    Diário da Amazônia

    Educação no campo será prioridade na mediação tecnológica em RO

    A intenção do governo é fomentar a interação com a comunidade e a produção de material didático e pedagógico específico à clientela

    Por Secom
    A-A+

    Publicado: 23/05/2019 às 12h08min

    O governo do Estado vai direcionar a Mediação Tecnológica para o foco do ensino no campo, com respeito às culturas e valorização dos povos.  Uma metodologia que garanta a qualidade do aprendizado sem ferir padrões étnicos das localidades, a exemplo das aldeias indígenas e quilombolas. A informação foi debatida nesta quarta-feira (22) no estande da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) instalado na Rondônia Rural Show, na cidade de Ji-Paraná.

    Mediação tecnológica será prioridade na educação no campo. – Foto: Divulgação

    A intenção do governo é fomentar a interação com a comunidade e a produção de material didático e pedagógico específico para atender essa clientela. Rondônia possui 112 escolas com mediação, atendendo 5.682 alunos. Neste contexto são atendidos comunidades em quilombolas, aldeias e áreas de difícil acesso.

    O secretário de Educação, Suamy Vivecananda, ressaltou que a mediação tecnológica será fundamentada no atendimento ao campo, com valorização cultural, ensino étnico com atenção aos anseios da localidade para ofertar uma pedagogia justa.

    “Vamos fortalecer a educação no campo” finalizou o secretário ao fazer a entrega de 30 netbooks para atender estudantes das escolas de Ji-Paraná.

    MEDIAÇÃO

    O ensino médio por meio da mediação tecnológica no estado de Rondônia entrou em vigor em 2016, tendo como base legal a LDB e resoluções estabelecidas pelos conselhos nacional e estadual de Educação, e estabelecido por meio da portaria nº 680 da Seduc em escolas da rede pública estadual de ensino tendo como objetivo a concomitância com ensino profissionalizante.

    As aulas são ministradas por professores habilitados nas áreas de conhecimento, e acompanhadas por professor presencial responsável pela orientação do conteúdo e atividades. Também é disponibilizado um chat para esclarecimentos e um intérprete de libras.



    Deixe o seu comentário