porto velho - ro, 12 Setembro 2019 20:35:24
    Diário da Amazônia

    Quatro mortos por enforcamento: ninguém viu, ouviu e nem fala

    Frase do dia “Nós, chefes do Executivo federal e dos executivos estaduais, estamos nessa “saparia na lagoa” respirando por um..

    A-A+

    Publicado: 31/07/2019 às 16h55min

    Frase do dia

    “Nós, chefes do Executivo federal e dos executivos estaduais, estamos nessa “saparia na lagoa” respirando por um canudinho de junco” –Bolsonaro sobre a crise no Brasil.

    1-Boca de siri

    O “caminhão-cela” que levava 30 presos – no Pará tem disso sim – que participaram da chacina de Altamira foi o palco de nova tragédia. Quatro mortos por enforcamento e a “tchurma dos macaquinhos” ficou na moita. Ninguém viu, ouviu e nem fala. E com estas 4 novas, 62 é o número fechado. O Brasil vai pagar um alto preço internacional nos tribunais onde a questão de direitos humanos é sagrada. E “dá-le pau” no Capitão! 

    2-E 62 é o número de hoje 

    Enquanto a “tchurma das palmas para ele que ele merece” se reunia no Rio babando o gringo do Intercept, a PF estava nas ruas hoje com 6 mandados de prisão e 33 de busca e apreensão na 62ª fase da Lava Jato em Boituva, Fernandópolis, Itu, Vinhedo, Piracicaba, Jacareí, Porto Feliz, Santa Fé do Sul, Santana do Parnaíba, São Paulo, Cuiabá, Cassilândia, Duque de Caxias, Petrópolis e Belo Horizonte. Só para lembrar aos navegantes desavisados isso ainda é fruto do trabalho do Moro e do Dallagnol. 

    3-Um pouco mais sobre a operação

    Batizada de “Rock City”, o alvo é o Grupo Petrópolis de uma famosa cerveja e que já esteve na Lava Jato, por suspeita de que teria lavado ao menos R$ 329 milhões para a Odebrecht tendo como fito as doações eleitorais ocultas e as propinas nos contratos dos navios-sonda Petrobras 10.000 e Vitória 10.000. Há indícios de “estrita relação” do Grupo Petrópolis com o Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, o setor de propinas. Zé de Nana comentou sobre o assunto: “a moçada vermelha botou pocano”.

    4-Coisas do gringo do Intercept

    O presidente da Câmara Rodrigo Maia “subiu a serra de ré”. Maia postou umvídeo sobre a “babação” da ABI ao gringo falando do direito ao sigilo da fonte mas o gringo cara de pau deu sua interpretação afirmando que Maia reconhecia que “Sérgio Moro é que cometeu crimes”. Talvez alertado, o Botafogo deu o troco, também em nota, para evitar nova “manipulação da verdade” argumentando que o editor do Intercept “não tem direito de interpretar o que eu disse de acordo com seus interesses”. Para quem tem bandido de estimação, eis aí o outro lado. Claro que a ABI não se manifestou.

    5-Cigarro do capeta…

    O presidente da Anvisa, William Dib, foi outro que subiu nas tamancas batendo de frente com o ministro Osmar Terra, que o acusa de tentar legalizar a maconha. Como em tudo, há dois lados: a proposta em discussão na Anvisa é sobre acesso e controle de remédios derivados da maconha. Para Dib, “O uso de drogas tem efeitos deletérios sobre a saúde física e psíquica. Mas não há nenhum tipo de risco sanitário ao uso de Cannabis medicinal via oral como proposto na consulta. pública. Não posso responder a perguntas que não dizem respeito à Anvisa. Só sobre medicamentos e tratamento. Não posso responder sobre uso recreativo”.  É que a “tchurma do bagúio” tá fissurada. 

    leoladeia@hotmail.com

     



    Escreva um comentário