Porto Velho/RO, 02 Março 2024 15:02:18

Editorial

coluna

Publicado: 09/02/2024 às 09h20min | Atualizado 09/02/2024 às 09h21min

A- A+

A 11ª edição da Rondônia Rural Show e o futuro sustentável na Amazônia

Confira o editorial

Aproxima-se a 11ª edição da Rondônia Rural Show Internacional, destacando a relevância da agricultura na Amazônia. Agendado para o período de 20 a 25 de maio em Ji-Paraná, a feira agropecuária, conhecida por movimentar mais de R$ 3,5 bilhões em negociações na última edição, evidencia o impacto econômico regional.

A região amazônica, rica em biodiversidade, enfrenta desafios na busca por um equilíbrio entre desenvolvimento econômico e conservação ambiental. A adoção de práticas agrícolas sustentáveis torna-se una necessidade na busca de se conciliar ações que visam preservar a diversidade com atividades para impulsionar a produção.

A inovação tecnológica ganha destaque, apresentando soluções que não só aumentam a eficiência da produção, mas também reduzem os impactos ambientais. Da monitorização via satélite à agricultura de precisão impulsionada por dados e inteligência artificial, a tecnologia molda o futuro do agronegócio amazônico.

Entretanto, o progresso econômico não deve comprometer a preservação ambiental. Compromissos com políticas rigorosas, certificações sustentáveis e práticas responsáveis são essenciais para garantir um desenvolvimento que respeite o ecossistema amazônico.

Por isso, a 11ª Rondônia Rural Show Internacional ao ter seu tema lançado nesta semana pelo Governo do Estado, pode ser vista como uma celebração ao êxito alcançado no passado, ao mesmo tempo que representa uma oportunidade para direcionar um futuro sustentável.

Ao integrar inovação, práticas sustentáveis e preservação ambiental, a Amazônia pode prosperar economicamente sem comprometer sua biodiversidade única. Assim, a feira deixa de ser apenas uma vitrine, para se tornar um marco na trajetória rumo a um agronegócio comprometido com a preservação da Amazônia.

Outro ponto importante que pode ser abordado é a necessidade de educação e capacitação contínua para os profissionais do agronegócio na Amazônia. A introdução de programas de treinamento voltados para técnicas agrícolas sustentáveis, gestão eficiente de recursos e uso responsável da terra pode desempenhar um papel fundamental na promoção de práticas agrícolas mais conscientes.

Ao investir na capacitação dos agricultores, é possível garantir uma transição suave para métodos inovadores e sustentáveis, promovendo o desenvolvimento a longo prazo da agricultura na Amazônia. Essa abordagem fortalece a produtividade, e também a resiliência das comunidades agrícolas frente aos desafios futuros.


Deixe o seu comentário

sobre Editorial

O Diário da Amazônia foi fundado em 13 de setembro de 1993. Um jornal a serviço da sociedade, com respeito pela notícia.

Arquivos de colunas