Porto Velho/RO, 29 Fevereiro 2020 06:00:13

SolanoFerreira

coluna

Publicado: 29/02/2020 às 06h00min

A-A+

Coronavirus- o bichinho que abalou a economia mundial

Quem poderia imaginar que um novo vírus que provoca um tipo de gripe forte, capaz de levar a pessoa afetada à morte, poderia abalar a..

Quem poderia imaginar que um novo vírus que provoca um tipo de gripe forte, capaz de levar a pessoa afetada à morte, poderia abalar a economia mundial. No início do ano, o governo dos Estados Unidos da América chegou a ensaiar uma nova guerra por petróleo, o que afetaria a economia mundial, mas bastou um ‘bichinho’ de tamanho microscópio para fazer o estrago que a maior potência do mundo pretendia fazer.

Vamos entender o que o coronavirus foi capaz de fazer. A disseminação do vírus começou justamente pela China, maior comprador mundial de alimentos e maior exportador de produtos eletrônicos industrializados. O país tem grande território e muitas etnias, o que favoreceu ao acelerado processo de contaminação. Ainda, pela sua importância no mercado internacional, a China tem contatos com todos os continentes. A enorme circulação de embarcações e o fluxo de pessoas pelo sistema aéreo foi outro agravante.

Com o coronavirus se espalhando rapidamente pelo mundo, as importações e exportações foram afetadas. Afetou também o turismo e outras relações comerciais por todo o globo terrestre. Com o mundo cheio de limitações na circulação de pessoas e restrições de compras e vendas, isso afetou drasticamente a economia mundial.

O Brasil tem amplos negócios internacionais, inclusive com a China tida hoje como grande cliente brasileiro. A economia nacional também foi afetada a ponto de o governo anunciar que estará revendo a projeção do PIB (Produto Interno Bruto), principal indicador do crescimento econômico. Que esse vírus seja rapidamente controlado e a população mundial imunizada para evitar maiores prejuízos econômicos e de crescimento


Deixe o seu comentário

sobre Solano Ferreira

Editor-Chefe do Diário da Amazônia. Comunicador Social e Marketing/ Mestre em Geografia. Atua na Gestão Estratégica e Gerenciamento de Crise.

Arquivos de colunas