Porto Velho/RO, 24 Junho 2020 05:55:29

SolanoFerreira

coluna

Publicado: 24/06/2020 às 05h55min

A-A+

Inclusão de diagnósticos como dados dará melhor clareza do efeito da pandemia

A decisão do Ministério da Saúde de oficializar os dados de diagnósticos clínicos poderá dimensionar com melhor exatidão o nível de..

A decisão do Ministério da Saúde de oficializar os dados de diagnósticos clínicos poderá dimensionar com melhor exatidão o nível de contaminação pelo novo coronavirus e a taxa de infectados pela Codiv-19. Dará ainda uma nova dimensão sobre as mortes pela doença. Até o momento, o que tem entrado nas estatísticas são os dados a partir de testes e exames. Já ouvimos muitas pessoas dizendo que teve os sintomas, fez o tratamento, e os testes deram negativo. Outras se quer fizeram os exames por falta de insumos nas unidades de saúde.

A diferença é que os números reais poderão demonstrar aos gestores e a população os efeitos reais da pandemia. Um número grandioso de pessoas contaminadas apresenta os sintomas, recebem a prescrição de medicamentos, mas não entram nas estatísticas por que não tem exames para comprovar. Agora, o conhecimento técnico do médico e a idoneidade do profissional terá valor numérico e ajudará nas decisões sobre o controle da pandemia.

Das ações tomadas até o momento, nem todas deram o efeito esperado, justamente por que os diagnósticos clinicas não tinham valor para essa finalidade. Os efeitos dos isolamentos, lockdown e outras medidas se perderam na conta irreal e, isso, provocou na população falsa sensação de segurança. Esse efeito causou mais contágios diante daqueles que subestimaram o problema.

Esperamos também que, a contagem a partir de dados de exames, testes rápidos e diagnósticos possam clarear e não ocultar ainda mais uma realidade tão cruel como a que estamos vivendo. Até o momento, a manipulação de dados serviu para politizar o problema e contrariar a vida, com tristes surpresas de doentes e mortes entre pessoas próximas da gente. Uma pandemia, ou epidemia e até mesmo um surto só podem ser contidos com dados reais para que sejam criadas estratégias epidemiológicas para conter o avanço. 


Deixe o seu comentário

sobre Solano Ferreira

Editor-Chefe do Diário da Amazônia. Comunicador Social e Marketing/ Mestre em Geografia. Atua na Gestão Estratégica e Gerenciamento de Crise.

Arquivos de colunas