porto velho - ro, 22 Agosto 2019 20:43:28

Carlos Sperança

coluna

Publicado: 12/06/2019 às 08h26min

A- A+

A eficiência de Marcos Rocha, os gays da década de 70 e a Aron

Amazônia e radicalismos Os sinais são claros pelo mundo: cresce a votação dos nacionalistas, que se fecham para estrangeiros, e dos..

Amazônia e radicalismos
Os sinais são claros pelo mundo: cresce a votação dos nacionalistas, que se fecham para estrangeiros, e dos verdes, que combatem a exploração florestal. Aqui, não são tendências. À direita o presidente Bolsonaro tem o alinhamento automático aos EUA e sonha com a moeda única sul-americana. À esquerda, o PV é ainda um nanico.
No entanto, o nacionalismo protecionista e o radicalismo verde no exterior afetam o Brasil. Já prejudica a acusação “verde”, generalizada pelo mundo, de que o Brasil destrói a Amazônia. E haverá riscos se o protecionismo pegar, na agricultura, amenizando os efeitos negativos da guerra comercial com a China.
É urgente evitar que as tendências causem prejuízos ao Pais, afirmando o mundo como cenário aberto e livre para os negócios e provando que a destruição ambiental não é política de Estado, apresentando as iniciativas dos três poderes para combatê-la. Uma das provas é que os índios e agropecuaristas amazônicos protegem a floresta nos limites razoáveis.
Aproveitar bem a Amazônia é uma tarefa hercúlea que não poderá ser desempenhada só por uma seita, partido ou entidade. Será preciso vencer a polarização, que já prejudica séria e visivelmente a recuperação nacional.
…………………………………………….
A eficiência
Ajustando as coisas, domesticando as rivalidades tribais entre secretários, o governador Marcos Rocha (PSL) vai exibindo números de eficiência no seu governo chegando ao sexto mês de gestão. Acusado inicialmente de deslumbrado, o que se vê é que temos recorde de arrecadação e o estado esta entre aqueles três em “azul” com a Previdência, enquanto os demais estão rapinados até o talo.

Na história
Colunista Zé Katraca tem entrevista especial neste domingo com um dos primeiros ativistas homossexuais de Porto Velho. Paulo Fuá completou 71 anos de idade e a data foi comemorada entre amigos e na inquirição ele relatou as dificuldades do pioneirismo de ter assumido sua condição. Durante muito tempo, especialmente na década de 60 e 70 os gays locais chegaram até ser vitimas até de apedrejamento.

Em Candeias
Com menos de 20 mil eleitores, mas um bom orçamento fruto da arrecadação perante a Usina de Samuel, o município de Candeias do Jamari, cidade dormitório de Porto Velho terá eleição em 7 de julho. São quatro candidatos nas paradas e o divisionismo da oposição beneficia o prefeito tampão Lucivaldo Fabrício. Mas o pedetista Valteir já esta em processo de decolagem.

Encontro da Aron
Representantes dos municípios de Rondônia, Acre e Mato Grosso estiveram no recente encontro promovido pela Associação Rondoniense de Municípios-ARON em Cacoal. Foram discutidos desde temas como a reeleição, como a distribuição mais justa do bolo tributário. A choradeira pela falta de recursos é grande, mas nunca falta dinheiro para diárias dos alcaides em fóruns em Brasilia.

Terras caídas
O fenômeno das terras caídas, que causa desbarrancamentos nos rios na transição do inverno amazônico com o verão volta assombrar a estrada do Belmont, no Bairro Nacional. A estrada é responsável por boa parte do nosso PIB com a recepção e distribuição de barcaças e caminhões de combustíveis e até hoje, mesmo com tantas promessas, ainda não foi pavimentada, embora a barreira de contenção para o Madeirão já concluída.

Via Direta
*** O centro histórico de P. Velho, deteriorado pelas cracolândias e sem soluções de mobilidade, está perdendo terreno para outros bairros emergentes *** Pelo menos três grandes arranha-céus estão em construção entre a Embratel e o Agenor de Carvalho *** Não é de hoje que a esquerda arma contra a honra do atual ministro Sergio Moro e busca atirar ao descrédito a Operação Lava Jato *** Mas o efeito de cada tocaia é que aumentar a popularidade do ministro. *** Afinal, conspirar contra bandidos e recuperar bilhões dos recursos rapinados pelos políticos corruptos, têm é que ser comemorado!


Escreva um comentário

Arquivos de colunas