Porto Velho/RO, 16 Janeiro 2020 09:15:30

    CarlosSperança

    coluna

    Publicado: 16/01/2020 às 09h15min

    A-A+

    As piores previsões para a Amazônia vão além das habituais

    Violenta emoção Com a captação mais apurada tecnicamente e a maior circulação de informações ficou mais difícil a vida dos..

    Violenta emoção

    Com a captação mais apurada tecnicamente e a maior circulação de informações ficou mais difícil a vida dos negacionistas. Vai ficando claro que a dimensão incomum dos incêndios na Austrália, basicamente naturais, deveu-se à piora das condições do clima. Negar o aquecimento global fica mais difícil à medida que o calor avança. 

    O profissionalismo no trato da informação já prevalece sobre os robôs usados por governos e seitas para espalhar versões amenas e mentiras. Prova disso foi o vexame que o governo iraniano passou ao negar ter abatido um avião de passageiros na base do “medo, surpresa ou violenta emoção”, expressão do ministro Sergio Moro que poderia também ser resumida na palavra “susto”. A informação correta já corria o mundo e o governo iraniano continuava negando, mas a pressão popular e as evidências o forçaram a admitir o erro cometido.

     As piores previsões para a Amazônia vão além das habituais especulações de início do ano, em que supostos videntes prenunciam grandes desastres, mortes de celebridades e governantes em queda. Partindo da evidência concreta de que o desmatamento aumentou na região, será difícil evitar que os incêndios sejam menos assustadores que os de 2019. Como o mundo está de olho no Irã, também está de olho na Amazônia. A verdade não poderá ser negada, seja ela qual for.

    ……………………………………………….

    Sérios riscos

    Temos vários edifícios abandonados ou alvo de ações da justiça para demolição – caso do Edifício Aquarius – sob risco de desabamento em Porto Velho. Uma situação lamentável onde a fiscalização é omissa com os proprietários e alguns prédios já foram até invadidos por marginais e drogados causando problemas de segurança pública. Cadê as providências? Passa o tempo e nada é feito para regularizar esta situação.

    Nas capitais

    Todo inicio do ano tem a discussão em torno do reajuste das tarifas dos transportes coletivos nas capitais. Em pelo menos 10, o preço já foi reajustado, sendo que em Porto Velho o valor ainda não foi acertado entre a Prefeitura, Câmara de Vereadores e o consórcio que opera o sistema na capital rondoniense e que esta prestes a ser substituido com recente licitação. Os preços reajustados variam em outras capitais de R$ 3,90 a R$ 4,05.

    No tráfico

    Aumentou sensivelmente no País a participação das mulheres no tráfico de drogas nos últimos anos levadas ao crime por maridos, filhos e companheiros. Em Rondônia, Acre e no Amazonas o índice da participação feminina no narcotráfico ainda é mais expressivo, já exigindo estudos sobre a construção de creches nas casas de detenção já que muitas detentas já chegam grávidas ou engravidam nas próprias unidades prisionais.

    Eleições 2020

     Mesmo ainda negando que são candidatos e que não decidiram nada ainda, tanto o prefeito de Porto Velho Hildon Chaves (PSDB) como o deputado federal Leo Moraes (Podemos) já estão efetuando as primeiras costuras para a eleição de outubro, numa grande revanche. Também Mauro Nazif (PSB) e Vinicius Miguel (Cidadania) – que não escondem que são pré-candidatos já estão no trecho. A campanha 2020 promete bons rounds.

    Em disputa

     Os evangélicos foram considerados essenciais na última campanha eleitoral. Por esta razão o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula da Silva disputam a atenção do segmento. Bolsonaro estuda beneficios aos aliados e o uso dos evangélicos para campanha de filiações do seu novo partido, o Aliança Para o Brasil. Lula, por sua vez esta orientando os petistas – que nunca conviveram bem com o segmento – a instalar comitês evangélicos no partido. 

    ………………………………………….

    Via Direta

    *** Com a alta da carne as granjas de ovos em Porto Velho e a de Campo Novo, no vizinho estado do Mato Grosso, que produz em grande escala, bateram recordes de vendas em 2019*** Mauro Nazif bate no peito e diz que foi o único prefeito que entregou o Palácio Tancredo Neves sem dívidas e sem retaliações para o sucessor*** De fato, Carlinhos Camurça entregou a prefa a Sobrinho sem uma enxada sequer e com matagal na Secretaria de Obras*** Sobrinho entregou a municipalidade a Nazif enrolada com prisões, dívidas e com o sistema da internet em pane*** Lembrando ainda que José Guedes não facilitava as cosias para Chiquilito, tampouco os chiquilitistas para os Guedistas*** Vamos ver como será o comportamento de Hildon Chaves com seu sucessor…


    Deixe o seu comentário

    sobre Carlos Sperança

    Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

    Arquivos de colunas