porto velho - ro, 21 Setembro 2019 14:01:00

    CarlosSperança

    coluna

    Publicado: 02/09/2019 às 09h34min | Atualizado 02/09/2019 às 09h43min

    A-A+

    Obras expressivas vão ficar para nova gestão em Porto Velho

    O sínodo da Amazônia Os ataques sofridos pela Igreja Católica após anunciar o Sínodo da Amazônia, a se realizar no Vaticano em..

    O sínodo da Amazônia

    Os ataques sofridos pela Igreja Católica após anunciar o Sínodo da Amazônia, a se realizar no Vaticano em outubro, ao contrário de desestimular o papa Francisco só fez multiplicar notícias a respeito do evento.

    Produziu-se resultado oposto ao desejado pelos medrosos, mas serviu para afirmar a Amazônia no topo dos principais assuntos mundiais. A campanha contra o Sínodo, que seria apenas um evento religioso e nada mais, gorou. Só fez espalhar pelo mundo a noção errônea de que os brasileiros não cuidam de seus tesouros. E agora dará em um “supersínodo”, não limitado a uma religião, mas envolvendo a comunidade das nações – a ONU.

    Ela precisava desesperadamente de uma âncora à qual se agarrar para proteger a própria imagem em cacos e achou. Por ingenuidade das autoridades brasileiras, o governo francês aliviou a pressão que sofria dos coletes amarelos e agora a ONU vai posar de salvadora do mundo dando chibatadas no Brasil por conta de problemas que deveriam ser resolvidos com soluções negociadas.

    Em setembro o presidente Bolsonaro vai se pronunciar na ONU e terá uma oportunidade de ouro para expor com clareza a posição brasileira.

    ……………………………………………….

    Próxima gestão

    Algumas obras anunciadas pelos últimos prefeitos de Porto Velho ficarão para a próxima gestão. Mesmo sendo iniciadas, as obras relativas à nova rodoviária e a do sistema sanitário de água e esgoto já não serão possíveis de serem concluídas – talvez até sem andamento – na gestão Hildon Chaves. E serão temas novamente de campanhas dos candidatos nas eleições do ano que vem.

    Pulando cirandinha

    As informações dando conta que alguns deputados estaduais estavam trombando com o CPA não se confirmaram, pois a Assembléia Legislativa de Rondônia aprovou todos os projetos de suplementações de verbas enviados à casa de Leis. Tudo indica, por conseguinte, que o governo estadual e os representantes do Legislativo se entenderam sobre a distribuição de cargos e emendas impositivas.

    Com atraso

    Com grande atraso – mais de 4 anos – as autoridades inauguraram as escolas no mega conjunto Orgulho do Madeira, onde atualmente existe grande concentração de traficantes na capital ocasionando muita criminalidade. A população local – cerca de 15 mil habitantes – também comemora o anuncio da pavimentação da avenida de acesso já anunciada pelo prefeito Hildon Chaves.

    Lojas âncoras

    Caso as lojas âncoras de redes nacionais confirmem finalmente a presença e se instalem, o Shopping Gonçalves será inaugurado em dezembro em Porto Velho. Com o supermercado já funcionando, agora são 15 unidades no estado, reafirmando a confiança do grupo em Rondônia. A populosa zona Leste da capital comemora também as contrapartidas concedias pelo grupo.

    As reivindicações

    O coordenador da bancada federal de Rondônia no Congresso Nacional, deputado Lucio Mosquini (MDB) está satisfeito com o governo Bolsonaro. Segundo ele, o estado tem sido atendido nas reivindicações pelas esferas federais. De fato, as tropas federais continuam por aqui, melhorando a segurança, temos o asfaltamento da BR 319 já andando, a confirmação da Usina de Tabajara, etc, etc.

    Via Direta

    *** Ainda não dá para saber quem vai levar a melhor no confronto entre os grupos do ex-senador Valdir Raupp com o atual senador Confucio Moura pelo controle do MDB de Rondônia*** Ocorre, caras-pálidas que invadem reservas indígenas e parques nacionais e que fazem fogaréu nas matas, que existem muitos traíras fazendo jogo duplo entre as partes *** Embora um partido sujo e desgastado, o MDB conta com verbas milionárias do Fundo Partidário e ninguém quer deixar um osso tão suculento para os adversários…


    Escreva um comentário

    sobre Carlos Sperança

    Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

    Arquivos de colunas